Post Guia – Viagens Pelo Brasil

2 08 2015

Este é um post pra compilar tudo que foi postado sobre turismo aqui no Brasil. Em ordem alfabética.

Natal

Natal – Rio Grande do Norte – A capital do Rio Grande do Norte é maravilhosa, as águas são quentes e é um passeio imperdível! Neste texto, posto algumas das minhas impressões sobre a cidade q mais me agrada no nordeste!

São Paulo

Templo Zu Lai – Cotia – Sao Paulo – O templo budista Zu Lai se localiza em Cotia e traz uma visão diferente de mundo, para uma país completamente ocidentalizado.

Aquario de Sao Paulo – Mais do que um aquário, praticamente um zoo! O aquário de SP possui uma coleção com diversas espécies de animais, de todos os continentes e de varias classes diferentes, incluindo o peixe boi, Tapajós, e o casal de ursos polares. Vale tambem dar uma lida aqui sobre a função dos zoos. Eles são mais do que uma exposição de bichos.

Borboletario Aguias da Serra – O borboletário é uma área de recreação e educação, muito interessante para crianças, onde são mantidas diversas espécies de lepidopteros, bem como uma mini-fazenda. Vale tambem dar uma lida aqui sobre a função dos zoos. Eles são mais do que uma exposição de bichos.

Zoo de São Paulo – Um dos maiores zoos do mundo, localizado numa ampla área de mata atlântica nativa, possui uma vasta coleção de animais e muitos projetos de educação ambiental. Vale tambem dar uma lida aqui sobre a função dos zoos. Eles são mais do que uma exposição de bichos.

Anúncios




Post guia – Sudeste Asiático

2 08 2015

Este é um post referência pra linkar tudo que foi escrito aqui sobre viagem Para o Sudeste Asiático. No caso: Tailandia, Camboja e Vietnam.

Phi Phi Island – Uma das pérolas no mar da Tailandia

O templo branco – Wat At Rong Khun – Chiang Rai, Tailandia

Angkor – Siem-Reap Camboja

Ha-long-bay – Vietnam

Hanoi – capital do Vietnam

Bangkok – Tailandia – basico pra turistas

 





O templo Branco – Wat At Rong Khun – Chiang Rai – Tailandia

16 07 2015

O templo branco é uma das construções mais famosas e significativas do norte da Tailandia. Localizado na cidade de Chiang Rai, a cerca de 200 km da famosa cidade de Chiang Mai, o Wat At Rong Khun conseguiu o que o seu criador queria, tanto espiritualmente, passando pela valorização da arte tradicional tailandesa, quanto atrair milhares de visitantes todo ano.

Templo Branco, Chiang Rai, Tailandia

O templo Branco, Wat At Rong Khun, em Chiang Rai, Tailandia.

O ambicioso projeto é do artista Ajarn Chalermchai Kositpipat, que tinha como objetivo construir o mais bonito dos templos, que representasse a moderna/tradicional arte religiosa tailandesa, e. segundo suas próprias palavras, para rivalizar com o Taj Mahal e Angkor.

Aluno da universidade deSilpakorn, onde estudou extensivamente arte ocidental, Chalermchai passou a sentir “tédio” de acordo com que avançava seus estudos. Foi ai que ele começou a se aprofundar nos estudos da arte tailandesa, ramo pouco popular entre os estudantes, que consideram algo ultrapassado. Este foi um dos estimulos/desafio: valorizar e renovar a arte tradicional tailandesa.

Para ele, o templo é o ponto alto da sua arte. Junto com mais de 80 pupilos, aos poucos ele vai desenvolvendo o complexo, que conta com o “mais luxuoso banheiro do mundo”!

A simbologia budista é misturada com icones da cultura popular.A entradado templo é um mar de problemas, com diversas mãos e demonios de boca aberta tentando impedir a entrada. De acordo com o avanço pela ponte, a pessoa deixa os problemas para tras e passa a encontrar imagens que remetem aos conflitos internos.

bustos de personagens de filmes pendurados no jardim do templo branco

Bustos de personagens da cultura pop ocidental penduradas numa arvore

Budha é retratado em luta com Mara, e em muitos pontos épossivel ver os demonios combatendo utilizando armas modernas, como metralhadoras. Uma figura muito famosa é um demonio com uma imagem de Osama Bin laden e George Bush nos olhos. Chalermchai diz que isto é um alerta para a questão de que temos de olhar e perceber que segregar sempre leva a destruição, e q pessoas pacificas não querem nem a destruição dos islamicos, nem da america. Em outras gravuras famosas, são representados icones como Ultraman, Superman, o alien, etc.

O templo é branco para, alem de diferencia-lo do dourado dos outros templos que Chalermchai considera um sinal de luxuria, remeter a paz e pureza de espirito e intenção que são valores budistas. mas isso tb gera problemas de manutenção, então são feitas 3 limpezas anuais, um durante o ano novo tailandes, após a época de chuvas e antes do inverno.

Outra obra relevante de Chalermchai em Chiang Rai é o relogio dourado. Feito em substituição a um outro relógio que atualmente está localizado próximo do mercado, esta obra abriga tambem atividades culturais 2 vezes por dia e pode enriquecer quem vem em tour de apenas um dia.

O passeio

Em Chiang Mai é muito facil contratar um serviço de tour para o wat At Rong Khun, tanto em onibus com uma turma quanto em carro privado. Normalmente os passeios em grupos param em locais com aguas termais, que achamos desinteressantes, então optamos por um carro particular que nos levou e nos trouxe.

Portanto, não conheço muita coisa por lá, então deixou uma seleção de blogs q usei como referência para a minha viagem e q podem ajudar vcs!

vontade de viajar – o templo branco

vo ali – o que fazer em chiang rai

quero viajar mais – guia de Chiang Rai

No vídeo da Exposa Travel, temos 25 minutos de imagens fantasticas e locais excelentes de Chiang Mai, o que pode ajudar mto.

Quer saber mais sobre o sudeste asiático? Clique aqui e acesse todos os posts sobre esta área do mundo.





Hanoi – capital do Vietnã

18 05 2015

Hanoi eh a capital do Vietnã,  a porta de entrada pro pais comunista q mais povoou a cinematografia americana nos anos 70. Com uma extensão que faz fronteira com a China, Laos e Camboja, é um país de geografia única.

Algumas áreas extremamente montanhosas, grandes planícies, td geologicamente recente, com alguns milhões de anos, o que resulta em montanhas altas, ingrimes, rochosas, que dão um visual único.

vista de Trang An

Trang an é uma das áreas imperdíveis no Vietnam!

Uma das coisas mais legais q vc pode ver, no avião, são as montanhas, pela manhã, com uma nevoa de vapor d’agua subindo lentamente. Isto complica muito a prática da fotografia durante o verão, onde as vezes o vapor se condensa em elementos das objetivas, especialmente nas proximidades do litoral, onde ainda existe vegetação abundante.

Com um transito CAOTICO, dominado por pequenas motos e scooters, deve-se tomar muito cuidado. Mas não é tão dificil quanto parece, é só não dar passo para trás. Vá sempre para frente que o trânsito se encarrega de se desviar.

Primeiros passos

Um dos pontos mais importantes antes de qquer coisa, é saber que o mais seguro é sair do Brasil com seu visto ok. Isso vai evitar que vc tenha um monte de chatices e possibilidades de cair em golpe. Basicamente vc irá enviar seu passaporte via correio para Brasília, com comprovante de pagamento das taxas, reservas de sua hospedagem, e eles irão te devolver via sedex ou sedex-10. Sim. Pode dar merda. A segunda opção é vc ir até o consulado e fazer tudo pessoalmente.

As instruções e etc podem ser encontradas no site do consulado do Vietnã no Br, deem uma googlada! E fiquem muito espertos, por que estas rápidas orientações que estou passando, foi o que fiz em 2014. As regras podem mudar.

Chegando lá

O desembarque foi um tanto demorado, mas foi suave. Esperava muito mais dor de cabeça. Apenas as filas que se formam quando ocorrem muitos desembarques internacionais simultaneos.

Existem muitos relatos de golpes e problemas com taxis, os hóteis possuem serviço de transfer. É so chegar no país, entrar em contato com o hotel e em algum tempo eles chegam lá.

Um lance que vai deixar os viajantes um pouco mais felizes é que, apesar da lingua vietnamita, eles utilizam o alfabeto romano/latino, o que facilita a localização com ajuda das placas, mesmo com o fato da população não dominar tão bem o ingles.

O ponto mais estranho, é q o hotel vai insistir pra que você deixe o seu passaporte no cofre deles, na recepção. Acabamos aceitando qdo percebemos que é um procedimento comum.

Arquitetura

o que mais me chamou a atenção no Vietnã foi a arquitetura, que é extremamente diferenciada do resto do mundo. Não me refiro a grandes edificações ou marcos, mas sim as construções onde as pessoas vivem. Especialmente no norte do país, os terrenos são relativamente curtos, com 4-5 metros de frente e fundos, com mais de 2 andares. Já no sul, os terrenos são mais largos de frente, num esquema q estamos mais acostumados, mais “ocidentalizado”.

Afastando-se do centro, é muito comum ver a agricultura e criação de aves (mais especificamente patos) entremeada entre as edificações. Num esquema tipo “comercio, casa, casa, comercio, plantação de arroz, casa, comercio, criação de patos…” ocorre uma integração entre todas as esferas produtivas.

Compras

Especificamente a cidade de Hanoi é uma excelente opção para compras especificamente de roupas. Na região do centro da cidade existe uma infinidade de lojas de diversas marcas, da Doc Martens a Vans, vendendo produtos a preços quase tão bons quanto os dos EUA.

Outro item interessantissimo são as reproduções de pôsteres de propaganda, que eh uma das maiores contribuições da cultura soviética para o mundo, e acabou por criar raizes aqui tambem. O problema eh q a imensa maioria eh vendida a preços baixíssimos, o q eh legal, mas numa qualidade baixissima de impressão, o q eh péssimo. Apesar de vários designs mto interessantes, as impressoes porcaria desanimavam mto a compra. Vale ressaltar que tb era muito dificil achar copias mais caras, mas de boa qualidade.

Ainda no quesito arte, existe uma lenda de que o vietnam eh um lugar cheio de falsificações muito bem feitas de obras de arte, mas nao encontramos nada disso. Vemos, nas ruas, muitas falsificações de produtos. Nas galerias de arte, vimos muitas obras de artistas locais, porem não encontramos nenhuma fonte de cópias de pinturas famosas.

Comida

Como toda a indochina, o vietnã tem comida farta e barata. Da pra comer em qualquer local que tenha bastante gente. Porem, aqui tenho uma recomendação mais interessante: o cafe Cau Go. Tem uma vista fantastica do lago Hoan Kiem. Em termos de comida, gastamos cerca de 25 dolares por pessoa, fomos muito bem servidos, a comida estava excelente. Tanto, que voltamos mais 3 vezes lá.

Vista do lago Ho Kiem

Vista do lago Ho kiem a partir do cafe cau go.

Massagem 

A massagem aqui é fantástica. Uma das pessoas que estava comigo na viagem estava com um problema bem sério de esporão no calcaneo, uma situação bem chata e dolorida. Inicialmente ele achava q a dor era por causa de bolhas, mas mesmo depois de tratadas, a dor persistia. Nisso conversando com o pessoal, alguem recomendou q ele fosse numa massagem pelo menos 3 vezes. E isto deu uma boa aliviada no problema, o que inclusive melhorou o humor dele durante o resto da viagem.

Após longas caminhadas, se de o luxo de gastar um dinheirinho e um tempo numa massagem. é relativamente mais caro do que em outros paises do sudeste asiatico, mas ainda assim… vale muito a pena.

Passeios

Algo que é muito interessante no Vietnã é a organização do turismo. Os hotéis possuem livros com MUITAS opções de passeios. Isto traz vantagens e desvantagens, já que os passeios nesse esquema são no esquema “dar uma olhadela e vamos pra próxima”. Alguns locais não são facilmente visitáveis sem este esquema, pois se localizam fora da cidade.

No caso da minha viagem, acabei curtindo mto mais a cidade, zanzando pelo centro, pelo french quarter, onde ficam diversos prédios governamentais. Esta parte de city tour é bem tranquilo, é muito mais fácil vc c informar com o hotel. Mas nao deixe de visitar a estatua de Lenin, o mausoleu de Ho Chi Minh, a prisão de Hoa lo, etc.

Bike pelo centro da cidade – na boa. eu acho o trânsito excessivamente caotico. Não tive coragem.

Trang an 

Está é uma das mais bonitas paisagens do Vietnam! Localizado proximo ao delta do Red river, a topografia “nova” mostra muito o que é o país, com aclives praticamente verticais e uma densa floresta, tanto fora da água, quanto dentro, o que é um atrativo a mais pros amantes das plantas aquaticas, como eu.

O complexo de rios e cavernas é visitado via pequenos barcos que vao navegando lentamente pelo rio, num passeio de aproximadamente 2 horas.

Este local é considerado patrimonio da UNESCO, possui muitas evidencias antiquissimas de presença humana. Imperdivel

Bai Dinh temple

Este é um dos pontos preferidos de toda minha viagem! Este templo é simplesmente fantastico. Inicialmente descemos a uma certa distancia do complexo propriamente dito. Paga-se a taxa, embarca-se em um carro eletrico que leva ate a entrada.

A partir dai começa a subida admirando milhares de pequenas estatuas douradas de buda e estatuas gigantes que me aparentam ser representantes dos diversos passos para se tornar “iluminado”.

Depois de mtos degraus, vc chega a um pequeno pagoda com um enorme sino e uma visão muito bonita de toda região. Subindo mais alguns muitos degraus, chega a pavilhões, que ostentam pura beleza. O tamanho de cada estatua de Buda, das deusas e etc, impressionam. Como não pude fazer imagens, deem uma olhada no trip advisor, onde tem uma pequena seleção que da pra vc sentir o drama.

Ba dihn temple

Esta foi a única forma q consegui tirar uma imagem de uma reliquia dentro dos pavilhões de Bai

A parte TRISTE é q a melhor parte da viagem, q é no interior dos pagodas, não é permitido fazer imagens. Os q fotografam com cels conseguem burlar as regras, mas com uma camera grande, com objetivas penduradas e filmando, não consegui nenhuma lembrança pra mostrar pra vcs.

Quer saber mais sobre a região? Então clique aqui para acessar uma página com todos os links do blog relacionadas com viagens ao sudeste asiático.