Zoológico de São Paulo

10 01 2016

Antes de qquer coisa, gostaria de deixar claro que não sou conivente com coleções de animais que se apoiam exclusivamente na exibição de animais, sem uma ação minimamente adequada em relação a educação e geração de conhecimento sobre as espécies mantidas. SOMOS MAIS DE 7 BILHÕES DE PESSOAS. DESTRUíMOS O PLANETA E NÃO HÁ ESPAÇO PRA SOLTAR ANIMAIS. Pense nisto antes de criticar as coleções de animais. Clique aqui para ler uma publicação onde eu discorro, de forma um tanto pessoal em alguns pontos, sobre o assunto.

O Zoo de SP (clique para acessar o site oficial) é o maior zoológico da América Latina, localizado numa área de Mata Atlântica, onde estão instalados mais de 3000 animais de mais de 400 espécies, fora os que não estão em exibição. Na área de educação, possui diversos projetos anuais e periódicos (como nas férias) com atividades que podem ser consultadas no site da instituição. Tambem possui uma biblioteca de acesso público com muito material da área.

Dentre as diversas atividades, destaco as visitas monitoradas para grupos acima de 20 pessoas (q o site não explica como podem ser solicitadas) e o passeio noturno, q deve ser extremamente interessante, ja que boa parte dos animais possuem hábitos noturnos ou crepusculares, então durante o dia, eles não possuem grandes atividades e durante a noite podemos acompanhar suas atividades cotidianas.

Sempre é válido saber o q os usuários do Trip Advisor tem a dizer, portanto, clique aqui pras opiniões!

O local

A área onde o zoo (e o jardim botânico de SP, outro passeio imperdível na região) se localiza abriga uma porção de mata atlântica onde se localizam a nascente do córrego do Ipiranga. Uma pena que o riacho esta muito poluído.

A mata atlântica é uma floresta tropical localizada do rio grande do norte ate o rio grande do sul, especialmente na região litoranea. Esta área formou uma das mais ricas áreas em termos de biodiversidade, que acabou sendo devastada a ponto de sobrar atualmente apenas algo em torno de 8,5% da sua extensão original. Isto é péssimo por que, alem dos problemas com água e temperatura, já que a mata ajuda a manter o ciclo da água, ainda devemos lembrar que cada peça do ambiente contribui para o equilíbrio. E para aqueles utilitaristas que ignoram a importância da natureza, posso lembrar que a quantidade de moléculas com potencial de se tornar medicamentos e q estão (ou estavam) presentes nas plantas e nos animais, é algo incalculável.

Pelo q eu disse, pode parecer q é um lugar isolado de São Paulo, mas não é verdade. Descendo no Jabaquara, é só procurar pela “ponte Orca” que te leva diretamente para o zoo. Apenas verifique no site os horários de saída e DE VENDA DE TICKETS para não haver problemas.

Dentro do zoo vc vai ter problemas com alimentação, já que as lanchonetes são bem fracas, apesar dos preços relativamente baixos. Isso é um problema caso vc esteja com crianças, no caso dos adultos vc simplesmente se planeja e leva algo ou espera pra comer depois.

Os animais

Uma das coisas mais ou menos frustrantes em relação aos animais do zoo, especialmente em dias de movimento, é que eles não estão confortáveis. Da pra perceber claramente q todas aquela movimentação, aquele monte de gente, algumas vezes extremamente mal educadas, q chegam a jogar pedra nos animais, causa um stress bem grande nos animais. Talvez por isso que os animais sejam revezados na exibição: as vezes a leoa esta em exibição, as vezes é o leão, para que eles descansem. Muitas vezes eles se colocam de costas para não ter q encarar a multidão. Por isso, recomendo a visita em dias de semana, justamente os que não haverá um grande caos e os animais estão em maior conforto.

macaco do velho mundo

as vezes, não olhar é mais facil!

A coleção é muito ampla, desde os populares e famosos animais da megafauna africana, até muitos animais da fauna brasileira, q são mais desconhecidos por nos mesmos. Uma variedade gigantesca de aves rapinantes, tucanos, micos, felinos, alguns galpões dedicados a repteis e anfíbios… não da pra resumir e não da pra citar cada espécie.

 

Muita gente vai considerar um passeio chato ou triste, e eu entendo plenamente. Porém, acho um passeio indispensável para crianças e adultos, primeiro por que o local está limpo, depois pq não protegemos aquilo que não conhecemos.

Para comentários sobre turismo e passeios no Brasil, clique aqui!

E sobre zoos, aqui falo sobre os Zoos em Nova York, sobre o Aquário de SP, Sobre o Borboletário Águias da Serra.





Post Guia – Viagens Pelo Brasil

2 08 2015

Este é um post pra compilar tudo que foi postado sobre turismo aqui no Brasil. Em ordem alfabética.

Natal

Natal – Rio Grande do Norte – A capital do Rio Grande do Norte é maravilhosa, as águas são quentes e é um passeio imperdível! Neste texto, posto algumas das minhas impressões sobre a cidade q mais me agrada no nordeste!

São Paulo

Templo Zu Lai – Cotia – Sao Paulo – O templo budista Zu Lai se localiza em Cotia e traz uma visão diferente de mundo, para uma país completamente ocidentalizado.

Aquario de Sao Paulo – Mais do que um aquário, praticamente um zoo! O aquário de SP possui uma coleção com diversas espécies de animais, de todos os continentes e de varias classes diferentes, incluindo o peixe boi, Tapajós, e o casal de ursos polares. Vale tambem dar uma lida aqui sobre a função dos zoos. Eles são mais do que uma exposição de bichos.

Borboletario Aguias da Serra – O borboletário é uma área de recreação e educação, muito interessante para crianças, onde são mantidas diversas espécies de lepidopteros, bem como uma mini-fazenda. Vale tambem dar uma lida aqui sobre a função dos zoos. Eles são mais do que uma exposição de bichos.

Zoo de São Paulo – Um dos maiores zoos do mundo, localizado numa ampla área de mata atlântica nativa, possui uma vasta coleção de animais e muitos projetos de educação ambiental. Vale tambem dar uma lida aqui sobre a função dos zoos. Eles são mais do que uma exposição de bichos.





Natal – Rio Grande do Norte

2 06 2015

Antes de tudo, sempre gosto de alertar que esta viagem ocorreu em junho de 2015, portanto muita coisa pode mudar de acordo com a temporada ou qquer outra maluquice. Este texto eh apenas um compilado das minhas impressoes.

Natal, capital do Rio Grande do Norte,  eh uma cidade do nordeste brasileiro,  com cerca de 860 mil habitantes (a regiao metropolitana tem cerca de 1,5 milhoes de habitantes e é formado por 10 municipios), uma das mais antigas cidades do país, com mais de 400 anos, fundada justamente no natal de 1599. Esta idade fez a cidade acumular uma riqueza e variedade, que não se reflete tanto na área arquitetônica/artística, como seria de se esperar.

Esta eh uma das cidades mais bem faladas do nordeste brasileiro em relação ao turismo e me fez rever meus conceitos sobre a região nordeste, apesar de continuar com mtas ressalvas. Não conheci mtas pessoas com grandes criticas ao RN, inclusive as questões que sempre são relembradas em relação ao nordeste, como limpeza ou qualidade do atendimento X preço são sempre elogiosas.

POREM, infelizmente temos de conhecer previamente os locais, especialmente os restaurantes, para evitar dores de cabeça, e se basear exclusivamente em reviews, pode ser um tiro no pé, como veremos comparando as minhas opiniões e os reviews. Essa diferença me leva a crer que a qualidade, mesmo sendo boa, varia mto de momento em momento.

Além de tudo isso, Natal é um centro tecnológico no nordeste, sede do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que produz muita informação de ponta sobre o funcionamento do sistema nervoso! Sim!!! O Brasil produz info de ponta em neurociência, cardiologia, na luta contra a AIDS, etc etc etc!

Impressões sobre a cidade

A primeira impressão da cidade é o trânsito, que é bem caótico e mistura características de cidade grande e pequena. Cidade grande pq tem horário de pico, vc pode pegar pequenos congestionamentos, especialmente no sentido da cidade para o aeroporto. Cidade pequena por que me parece que muita gente simplesmente ignora boa parte das regras de trânsito. Veículos lentos na esquerda, conversões proibidas, etc etc etc. Por isso, já vá avisado, com paciência e bom humor. Afinal, não é vc que vai mudar esta situação.

E já no caminho do aeroporto pra cidade vc vai notar que as estradas variam do bom ao péssimo. Um trecho excelente, sem muito buraco, que do nada passa pra um trecho alagado, com buracos que podem fazer seu pneu ir embora. Portanto, mantenha a calma em dobro, aprecie as bizarrices do trânsito local, e dirija devagar evitando cair em uma das armadilhas que podem estar te aguardando, escondidas pelos carros da frente.

A segunda coisa q vc vai notar é q Natal tem gatos! Mtos gatos! Por todos os lados! Em qualquer matinho que vc olhe, vc vai encontrar uma infinidade de felinos pedindo um camarãozinho ou caçando alguma coisinha de lá pra cá. E de quebra vc vai notar tb que os felinos refletem tb o gosto do povo por roupas de onça!

E a natureza tambem se reflete nas outras cores da cidade. A cidade é mto verde! O mais legal é que essa natureza não é só da área de preservação que a cidade cerca (o parque das dunas), mas tambem de vegetação tipica do local, algo meio que cerrado, mas mais verde por estar em uma região com chuva (no caso do “inverno”) que ainda domina o espaço metropolitano.

Vale comentar que as definições de “verão/inverno” são um tanto diferentes. Estamos falando de uma região tropicalíssima, ao “lado” do equador, portanto é quente o ano inteiro. O inverno é basicamente a época do ano que mais chove. Porem essas chuvas tem um regime muito claro: ela acaba, se vc aguardar um tempo, a chuva vai parar. Não é que nem a cidade de SP onde a chuva persiste dias e ate semanas, com pouca trégua (sim… estou ciente que SP já deu uma mudada e q esse regime da “garoa” é algo mais antigo).

Normalmente a chuva se concentra no período da manhã, bem de manhãzinha. Por diversas vezes acordei ao redor das 5 da matina com chuvas bem fortes, e depois, as 8 da matina já estava um sol bonito e um céu limpo. Portanto, pode ser que o “verão” seja um período mais propenso ao turismo, e digo isso de forma mto reservada, mas ao mesmo tempo, vc perde a cidade “verde”.

O céu é um show a parte. Invariavelmente possui uma gigantesca quantidade de nuvens que vão se movimentando o dia inteiro, gerando períodos agradabilíssimos de sombra, seguidos de sol intenso, imagens incríveis e, pros amantes dos videos, a possibilidade de fazer time lapses fantásticos.

Movendo essas nuvens, muito, mas muito vento! E é muito bem vindo, por que é extremamente quente, com média anual de 26 graus celsius, chegando a 30 no verão. Ou seja: está sempre quente. Em nenhum dos dias (de pleno inverno natalense) eu consegui dormir sem pelo menos um ventilador.

Saindo do quesito “natureza”, a cidade é bem moderna. Possui uma arquitetura que não se destaca, mas que impressiona quem (como eu) foi pensando que é uma cidade colonial, com uma área histórica extensa, onde a cidade está baseada. Natal é uma cidade mto ampla, ocupa uma área bem espalhada, e o centro histórico se concentra em uma região especifica apenas.

Compras

O único problema q eu vi em tudo em Natal é uma certa falta de noção sobre o que o turista quer comprar. Nós ofereceram desde saia da Índia até chinelos da Indonésia. Sério isso. Eu não fui pro RN pra comprar coisas do sudeste asiático. Quero produtos locais.

Alem disso, tem um problema grave de variedade. A real é que não tem nada de muito diferente, não tem muito artesanato (tb não sei se os brasileiros dão mta atenção pra isso), quando vc encontra esculturinhas e similares, muitas vezes é um lance meio fine art, q ate é legal, mas se vc tem tipo 700 reais pra comprar uma escultura, ai o legal é procurar as galerias de arte, não as lojas de artesanato.

Infelizmente a maior parte dos produtos é industrializado e você terá de procurar bem pra encontrar algo diferenciado. Mas não é impossível e vale a pena! Especialmente nas lojinhas q vc vai encontrando pela estrada, na ida ou vinda das praias, tem mta coisa legal.

santa luzia – redes

Este é O lugar pra comprar redes! Ai descobri que tem até rede “KING SIZE”! A variedade é excelente, os preços são um tanto salgados, mas são equiparáveis a qualidade.

Loja de artesanato do lado do camarões potiguar

Esta é uma das maiores e mais interessantes lojas de artesanato da cidade, sem contar algumas que não comento por serem um tanto complicadas de explicar onde ficam, por estarem no caminho de alguma praia ou coisa semelhante. Aqui vc vai encontrar desde material bem simples, como descanso pra prato e panela, toalhas de mesa, camisetas… até material mais próximo do fine-art.

Uma das peças que mais me chamou a atenção, e que quase enfiei a mão no bolso pra comprar, pq era fantástico demais, foi uma escultura em madeira representando a cadela Baleia, clássico personagem do livro “Vidas Secas”, do alagoano Graciliano Ramos. Pena q custava quase 4 dígitos, e isso interferiria mto nas minhas finanças…

Shopping do artesanato potiguar

Precisa comprar uma pá de coisas pros amigos/familiares? Nem perca tempo! Venha direto pra cá. Em termos de generalidades e preço este é o melhor ponto pra vc conseguir comprar tudo (ou a maior parte), de uma vez, do q vc precisa.

Este lugar é bem complicado, por que a maior parte do que tem é meio tosqueira, camiseta com memes, bobageiras, roupa “eu amo Natal” e coisas do tipo. Porem, procurando dá pra vc encontrar muita coisa interessante. Atenção para as rendas, roupas de praia, bolsas e similares.

Comida

Pra mim comida é essencial. Tanto atendimento quanto a qualidade dos pratos, e isso foi um dos pontos que mais me chateou em outras viagens que fiz pelo nordeste brasileiro. Porém, minha atual passagem por Natal me fez rever tudo que eu sinto por esta parte do país, q é um misto de adorar o povo, a culinária, e odiar o ritmo com q as coisas acontecem e a qualidade do q nos é oferecido em alguns lugares.

Por isso, temos de estar muito espertos pq invariavelmente os atendentes são muito mal treinados. E não é culpa deles. MUITAS vezes eles tentam ser muito solícitos, mas falta TREINAMENTO. Falta alguem ORIENTAR eles a ANOTAR um pedido com atenção, por exemplo, e não sair correndo pra não esquecer.

 imagem de mousse de chocolate meio amargo, ao leite e branco

mousse de 3 chocolates do Camarões Potiguar, pq eu sou uma formiga!

Ou ainda… falta o PROPRIETÁRIO ter a vontade de querer melhorar o atendimento como um diferencial. Por isso, vale a dica: peça uma coisa de cada vez. Se vc mudar de mesa e pedir algo, coisa comum na praia, vai dar nó na cabeça do pessoal. PRIMEIRO mude de mesa, DEPOIS peça algo.

Exatamente por isso, muitas vezes as contas vem erradas. Não apenas por anotarem errado, mas a pressa, a correria, e a má formação das pessoas. Isto ocorre especialmente em bares na beira da praia. Por isso, tenha paciência, relaxe, mas sempre confira tudo! Tb tenha em mente q muitas vezes os atendentes são “freelancers”. Estão fazendo bico. Algumas vezes eles mal sabem como a casa funciona, imagina sobre detalhes dos pratos. É… são os males da terceirização em pleno nordeste.

Se vc tem fluencia (ou alguma familiaridade) com a língua inglesa, vale a pena dar uma checada na tradução do nome dos pratos que os menus possuem. Vc vai encontrar pérolas!

Restaurante Falesias

O Falesias é um tradicional restaurante, na praia do cotovelo. Com uma vista muito bonita, é um dos lugares q vale a pena parar pra tomar alguma coisa e comer com uma vista invejável e um preço razoável.

Existem muitos reviews excelentes sobre o restaurante e eu discordo muito. A comida não passa do razoável. As porções são pequenas, o atendimento é razoável e as vezes o lugar está bem cheio e dá aquele desgosto de enfrentar espera numa segunda visita. Porem, vale muito a pena visitar e julgo ser um dos lugares imprescindíveis.

link pro foursquare – Restaurantes Falesias

Restaurante Camarões Potiguar

Nada de problemático q dissemos aqui nesta matéria se aplica ao Camarões. Este é o melhor restaurante de Natal SEM NENHUMA SOMBRA DE DUVIDA. Ingredientes muito bem escolhidos, uma mistura de culinária local com pratos que são mais “conhecidos” pelo resto do Brasil, um atendimento excelente e um ambiente muito bonito. Não é a toa que em uma semana acabei jantando lá 4 vezes.

Está sempre lotado, e não é por pouca razão. Chegue cedo e não esqueça de pedir um caprese de camarão, q é um creme de queijo, pesto, tomate concassé e camarão, acompanhado por torradas. A melhor entrada que comi!

Bistrô de pipa

O centrinho do complexo de pipa não tem opções imperdíveis, e o bistrô de pipa é um local honesto pra se comer bem, por preço justo, sem arrependimento. O bom é q serve almoço ate mais tarde. Fiquei na praia do Madero mto tempo, acabei aqui e valeu mto a pena!

Av. Baia dos Golfinhos, altura do 1000 – Praia da Pipa – Centro, Tibau do Sul,Rio Grande do Norte 59178 000, Brasil (Centro)

link pro trip advisor – Bistro de pipa

Quintal – tapioca em pipa

Algumas lojas ao lado do bistro de pipa esta localizada esta lojinha de tapioca, que tambem é um excelente lugar. As opções doces são imperdíveis pra quem é formiguinha, como eu!

Av. Baia dos Golfinhos 985 – Praia da Pipa – Centro, Tibau do Sul,Rio Grande do Norte 59178 000, Brasil (Centro)

Link pro trip advisor – Quintal Tapioca

casa da tapioca – praia de Camurupim

Este certamente é um dos pontos altos da viagem. Esta casa de tapioca não tem conversa: não tem tapioca recheada de chocolate, não tem firula, não tem nada. É um ambiente tradicional, com tapioca feita da forma tradicional, num forno tradicional, com construções feitas de forma tradicional, com cafe servido em uma xícara de barro feita de forma tradicional (q é tão charmosa q ate pedem pra q vc nao roube, já q vendem e custa baratinho). Extremamente charmoso, é uma parada de 30-60 minutos que vale muito a pena!

Av. Jose Alceu, 1400 Barra de Tabatinga – RN

link pro trip advisor – Camurupim

Mirante dos golfinhos

Este parece ser um barzinho qualquer, com uma vista absurdamente linda, mas não é só isso não! Além de ver os golfinhos, que são uma das grandes atrações, aproveite para comer uma porção (generosa) de camarão, tomar um suquinho de alguma fruta diferente, ou fuçar num dos itens artesanais que são vendidos por ali.

Mangai

O Mangai é um bom restaurante por kilo, que possui uma variedade incrível de comida, bem feita, e razoavelmente saborosa. Os atendentes trabalham com roupas típicas do nordeste e a parede tem bananas penduradas. O preço é meio alto, mas vale a pena conhecer.

Passeios – fique esperto!

Só tem UM problema (bem grave ao meu ver) ao passear pelas atrações do RN: tem gente q persegue os turistas tentando vender passeio. Quando eu to falando de perseguir, estou falando MUITO SÉRIO. Chegam ao cúmulo de PERSEGUIR o seu veiculo de moto. É algo IMPRESSIONANTE, completamente SURREAL. Isso qdo não cobrem placas na estrada e etc. (alias… fica a dica de usar o bom e velho waze, ou algum GPS pra se guiar (mas fique esperto pq as vezes ele te manda pra uns caminhos q precisa de 4×4).

Eu estava com pessoal local, amigos q me levaram pra todos os lugares, e mesmo com o pessoal se identificando como local, dizendo que só iriamos pra praia (o q em 95% das vezes foi completa verdade), os “guias” continuam a perseguição e vão te seguindo. Só desistem qdo vc senta na praia e pede um coco. A situação obviamente piora em alta temporada/feriados/similar.

Este tipo de ação é corroborada por algumas atrações cujos proprietários chegam a fazer preços diferenciados pra quem vai acompanhado de “guia”. Compreendo plenamente a importância sócio-econômica, mas PORRA! TEM Q TER UM MODELO DIFERENTE que não transforme o passeio numa dor de cabeça. Pq é REALMENTE desagradável e as vezes chega a dar briga entre os “guias”. Isto ocorre especialmente em áreas onde tem mta atração, como pipa, genipabu ou maracajaú.

Um problema completamente insolúvel (pq educação é dificil…) é que em momentos de alta temporada é comum que turistas sem noção tragam caixas de som para a areia e obriguem todos a ouvirem o q eles querem. Isto se torna especialmente bizarro quando VARIOS turistas fazem isso, cada um ouvindo um tipo de musica, o que dá um novo sentido ao termo “poluição sonora”.

Pra quem vai de carro, um alerta importante: o carro, mesmo em estacionamento, não é um local seguro. Lembre-se que a maior parte dos estacionamentos estão em área não regulamentada, polícia por lá é algo q não existe e tem mta gente envolvida qdo tem esquema pra ferrar com turista. Tem MTO relato deste tipo de ação pela nossa querida internet. Por isso NUNCA leve nada alem do necessário e nunca deixe nada de valor mesmo q o carro fique em estacionamento pago.

Atenção: em relação aos passeios de buggy:

Quem tem SUV ou um carro do tipo, muitas vezes prefere contratar o serviço de motorista que dirija o carro pra manter o conforto, e tentar se divertir ao inves de dirigir. Nestes casos tome muito cuidado com golpe onde os caras atolam seu carro de propósito, deixam vc tentar tirar o carro e ao “tentarem” desatolar, puxam o carro pra cima ao invés de empurrar pra que o carro atole mais, e ai começam com sacanagem cobrando serviço pra desatolar e bla bla bla.

As atrações

Ponta Negra

Esta praia/bairro é extremamente urbanizada e é impossível não visitar a região, já que mesmo q vc não vá ao morro do careca ou a praia da ponta negra em si, vc VAI no camarões (deveria ganhar pra falar tão bem deste restaurante…), então vc vai estar no bairro da ponta negra.

De uma forma ou de outra… Visite a área, pq esta região é um dos cartões postais da cidade. Tb dê uma caminhada pelo calçadão. Nem vou colocar link nem nada pq aqui é tão lugar comum, tão simples de chegar, q mesmo sem saber nada do lugar vc vai acabar caindo la.

Praia de Camurupim

Camurupim é o nome de um peixe que (acredito) habita a região.

A praia é cerca de recifes, formações rochosas, que ficam parcialmente expostos. Com isso é formada uma praia muito calma, ideal pra criançada se divertir, praticar um snorkelling (vendo quase nada) e relaxar.

Aqui, não esqueça de tomar um café na casa da tapioca, que fecha com chave de ouro o role.

link do trip adivisor – Praia de Camurupim
link pro trip advisor – casa da tapioca Camurupim

O maior cajueiro do mundo

Acho este passeio completamente dispensável a não ser que vc esteja com umas tias muito chatas que não querem fazer nada. Vc paga 8 conto, da um rolê embaixo do cajueiro mutante com um monte de criança e turista tosco, toma um copo de suco de caju q parece dos industrializados e sai com a impressão de q seria mais produtivo ter gasto o dinheiro em crack.

Forte dos reis magos

Tai um lugar divertido e baratinho! Este é uma fortificação militar, antiquissima, parte do patrimônio do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), marco da cidade de Natal, que teve grande importância durante o período da invasão da Holanda no Br, no seculo 17.

O espaço está razoavelmente bem conservado, mesmo por que são grandes paredes de pedra, com vários canhões de metal (poderiam cobrar pra gente dar uns tiros! 😀 LOL), e possui uma vista bem legal da cidade.

Infelizmente o local não possui guias, não possui informação fixa (talvez pq as placas sofram MTO com a maresia, como vcs poderão notar nas poucas que estão por lá), e isso da uma boa quebrada no quesito cultural e histórico do local, mas ainda assim… é valido perder um tempinho ali.

Na área do estacionamento tem uma boa área de comércio com alguma coisinha interessante, cartões postais, roupas, etc.

Link do trip advisor – Forte dos Reis Magos

Genipabu

O parque turístico de Genipabu é uma praia com um complexo de dunas e uma lagoa, localizado a 20km de Natal. A região tem passeios de buggy, jangada, dromedário, além de outras atrações menores, como o esquibunda na lagoa.

A beleza natural é impressionante. Só fica a dica pro bando de mala dos esquibundas: façam tipo um passaporte da alegria pra criançada e quem quiser descer varias vezes, pq é caro demais!

link do trip advisor – Genipabu

blog Apaixonados por Viagens – Genipabu

Maracajaú

Desta praia partem passeios para os recifes de coral, que se localizam a 7km da costa. Não posso falar muito da região, pq uma das pessoas que estava comigo passou bem mal e tivemos de voltar, porém, tudo leva a crer que o passeio é bem legal!

links do trip advisor – maracajaú

blog – trilhas e aventuras– maracajau

Parque das dunas

O parque das dunas é aquele gigantesco parque que fica no meio de Natal, considerado o segundo maior parque urbano da america latina (perde pra Tijuca) e é considerado patrimônio da UNESCO. Ou seja… é valido dar uma passadinha pra perder meia hora!

Este espaço é excelente para caminhadas com a natureza, possui algumas trilhas e área para crianças.

link do trip advisor – Parque das dunas

 

Praia do cotovelo

Basta vc saber isto aqui sobre a praia do cotovelo:

Praia do cotovelo

Praia do Cotovelo em um dia típico, a partir do restaurante Falésias

Link do trip advisor – praia do cotovelo

 

Complexo de pipa

O complexo de pipa é uma área bem grande q envolve várias praias a atrações, como a praia de pipa propriamente dita, o centrinho de pipa, onde tem um comercio legal e balada, além da praia do madero. Tem muita coisa legal por lá, não da pra resumir num pequeno post, mas nos links vc consegue ampliar bastante!

Guia com diversas infos sobre pipa – http://www.pipa.com.br/
Guia do blog  Viajar pelo Mundo
link do trip advisor – praia de pipa

Quer ler mais sobre o que fazer no Brasil? Clique Aqui!





Bangkok, Tailandia: básico pra turistas

14 05 2015

Uma das portas de entrada para o sudeste asiático é a cidade de Bangkok, capital da Tailandia, uma das maiores e mais populosa cidades do oriente. São dois aeroportos principais onde você pode desembarcar em voos internacionais “normais”, o aeroporto internacional Don Mueang ou o Suvarnabhumi, ambos servidos por linha de trem.

No meu caso optei por não utiliza-las no meu desembarque, preferi o serviço de taxi, por que a viagem foi muito cansativa e não estava muito disposto a pensar e cair em roubadas. Depois fui aprender que nao é um bicho de sete cabeças e q a malha ferroviária é bem simples. Apesar da dificuldade imposta pelo alfabeto, a grande maioria das placas tem tambem a “tradução” em inglês, ajudando muito. Outra boa noticia: em Bangkok a população fala razoavelmente bem inglês, portanto da pra se virar. Mas não se empolgue. Da pra se virar, nao pra manter uma comunicação excelente com a população.

Bangkok - Tailandia

Palácio Imperial

Um ponto importante a ser ressaltado é que o serviço de taxi no aeroporto é bem razoável. Você desembarca, pega uma fila (invariavelmente enorme) num ponto de taxi coletivo, onde vc mostra para o atendente pra onde vai, so então toma o taxi, evitando problemas com a língua. Apesar disso, estamos falando de uma cidade GIGANTE cheia de becos. Isso significa que sem um mapa, o taxista pode ter dificuldades de encontrar o endereço, ainda mais se não estiver escrito no alfabeto deles.

DICA PRECIOSA: sempre leve um impresso (ou escrito por algum local) com o endereço da sua hospedagem escrita no alfabeto tailandes.

E logo de inicio você vai notar que Bangkok é uma mistura única. Permeada de templos, com um rio navegável, apesar de bem sujo (meus companheiros de viagem apelidaram o passeio de barco pelo rio Chao Phraya de “role no esgoto”), e uma mistura impressionante de concreto, na sua melhor E pior acepção, com o tradicionalismo oriental.


42 segundos de Bangkok, só pra dar um gostinho!

Aproveite pra arrumar um chip pro seu celular. Os preços são baixos, e vai valer a pena, especialmente qdo vc estiver meio perdido e puder acessar o google maps, te deixará muito feliz!

Segurança

A Tailandia é um país de segurança relativa para os turistas. Ocorrem crimes envolvendo turistas esporadicamente. As regras básicas de segurança sempre devem ser seguidas: não descuide dos seus pertences, não inventa de ir pra bizarrice, não da moral pra quem te da informação que vc não requisitou.

Em geral os golpes são mto primários e completamente pateticos. Mas a real é q vc está de ferias e mtas vezes o “relax” te faz descuidar. Portanto tenha isso em mente. No caso desses pequenos delitos, a tailandia tem uma policia especializada em turismo, o policiamento irá te ajudar com isso, e em locais com fluxo intenso de turistas, normalmente tem uma viatura sempre proxima.

Previsão do tempo

O periodo que menos chove no sudeste asiático, no geral, é entre novembro e fevereiro, q é basicamente o inverno. O clima de monções, como lembramos da escola, torna o verão extremamente chuvoso.

SIM. é um periodo de alta temporada, o que significa passagem mais cara… :/

No caso de Bangkok, a temperatura está sempre alta, independente da época do ano. Em outras localidades, como em Chiang mai/ Chiang Rai, um moleton é o suficiente para os dias mais frios.

Localizações Básicas

Um ponto de extrema importância é a localização do seu hotel. Eu fiquei e recomendo fortemente a região de Dusit e Phra Nakhon e seus arredores. Nestes locais se concentram um bom numero de locais turísticos, muitos deles imperdíveis, em roteiros que podem ser feitos a pé, nos primeiros dias, enquanto vc se recupera da viagem.

A proximidade com locais propriamente turisticos, como a Khaosan road, como mtas “backpackers areas, é um lugar mais adequado para “party animals” é bem interessante tambem. Porem, caso vc queira ver a Tailandia, e não jovens europeus sedentos por putaria e bizarrices q não são bem tradições, como escorpiões fritos (aviso: vão cobrar pra vc tirar foto deles), evite esta rua e as ruas próximas. Ainda mais se vc quiser ter boas noites de sono.

Transporte

O transito em Bangkok é CAOTICO. O uso grande de pequenas motos e tuk tuks torna ele pior ainda. Porem, a malha ferroviária é bem razoável e acaba te deixando em qquer lugar q vc precise. Com a ajuda de trem/metro e taxis e tuk tuks, vc acaba indo pra qquer lugar q precisar.


uma viagem de tuk tuk durante a noite!

Outro ponto importante é: os taxistas nao vão querer te levar pra nenhum lugar próximo. Sim…. tuk tuks são bem perigosos. Sim, vc provavelmente vai ver algum acidente com eles. Mas é impossível não utiliza-los. Tome os cuidados de praxe, não utilize tuk tuks superlotados, va no máximo em 3 pessoas, peça pro motorista pegar leve caso ele vá mto rápido e assuma parte dos riscos.

Dica preciosa: nunca feche um preço com o tuk tuk pra ele te levar pra varios lugares. Eles vão te dar um golpe IDIOTA te levando pra lojas. Se a pessoa fica 10 min nessa loja, o motorista ganha um ticket q vale tipo um tanque de gasolina. SEMPRE feche o preço pra ir ate um lugar X e ponto final. Por mais q não seja um golpe GOLPE, com gdes prejuizos, vai te fazer discutir com o motorista, e vc não está no seu pais. Melhor q seja tudo ok.

Para localidades mais longes do seu hotel, vc vai invariavelmente de tuk tuk para o metro/trem, desce numa estação e de tuk tuk pro ponto final.

Dica preciosa repetida, pois esta é essencial: sempre leve um impresso (ou escrito por algum local) com o endereço da sua hospedagem e do seu destino escrito no alfabeto tailandes.

Compras

A Tailandia não é conhecida como um ponto extremamente propício pra compras, neste sentido achei o vietnã muito mais interessante. Porem vc irá encontrar barganhas e muitos items interessantissimos a venda por bons preços. E eles gostam muito de pechinchar.

No caso de itens mais caros, em shoppings e similares, os preços acabam sendo aqueles mesmos q estão marcados, mas no comercio de rua, comida e tal, a flexibilidade é bem maior.

O artesanato é extremamente interessante. A mitologia e simbologia é muito rica e diferente do que temos no ocidente.

Para os amantes das miniaturas e estátuas, Bangkok possui duas lojas fantasticas, onde da pra encontrar material bem legal por um bom preço.

Cultura

Infelizmente não conheci muito dos espaços culturais da cidade. Apenas uma atração, q é, na minha opinião, IMPERDIVEL: o MOCA (Museu de arte contemporanea de Bangkok). O espaço tem uma arquitetura muitissimo interessante, obras que vão interessar os mais diversos gostos, desde artes pictóricas mais puxadas pro cartoon, umas obras q parecem capa da revista “Heavy Metal”, arte abstrata… Pros amantes da arte em geral é imperdível.

Gastronomia/comida

VC ESTA NO ORIENTE. Desencana de comer filé com fritas. A comida mais “segura” aqui é o pad thai “no spice” de pato ou frango. Escolha um lugar movimentado, com mtos locais, e manda ver.

Na rua, uma boa refeição sai bem barato, com menos de 5 dolares, vc come razoavelmente bem (normalmente a porção é tipo um chawan, aquelas tigelinhas orientais, cheias. Pode parecer pouco, mas mtas vezes é o suficiente) e toma um refrigerante ou coisa que o valha. Neste momento percebi como a gente come excessivamente no Brasil.

Claro que existe espaço pra comida em bons restaurantes, porem eu não inclui isso na minha viagem. Como um bom amante da culinária japonesa, recomendo que vcs provem frutos do mar em algum bom restaurante japonês. Você esta na Tailandia, no oceano Indico… Os sabores são diferentes. Não é barato, mas é válido CASO VC SEJA FÃ de sashimi, como eu.

Fauna e Flora

A fauna e flora do sudeste asiático é muito particular. Nos passeios pelo Chao phraya você terá a oportunidade de ver diversos Varanus salvator, uma espécie de lagarto de grande porte que habita toda região do sudeste asiático, especialmente áreas próximas a água.

Elefantes são muito comuns na região, mas normalmente você não os verá dentro de Bangkok.

Os animais mais emblemáticos do sudeste asiático são os pangolins, porem você dificilmente os verá, pois além de ameaçados de extinção são extremamente dificeis de serem mantidos em cativeiro.

Um passeio interessante neste sentido é o Zoo em Dusit e o aquario proximo a siam square. Como a fauna é completamente diferente das q temos nas américas, então as “coleções” são muito exóticas.

Vale lembrar que a maioria dos zoos são instituições de amparo animal, de educação e institutos de pesquisa. Obviamente q tem lugar nojento q dopa os bichos pra babaca tirar foto abraçando o leão, mas AINDA BEM q são poucas instituições. POREM… Isto ocorre em outros lugares da tailandia, onde vc vai brincar com tigre sedado. Se vc curte animais, seja responsável pelo q vc faz e evite incentivar a bizarrice.

Atrações: não perca!

Os templos são certamente algo que não pode ser perdido na Tailandia, porem é importante ressaltar que para o tempo curto (e pro meu gosto tb), os templos acabam sendo “mais do mesmo”. Eles arquitetonicamente possuem planos de construção muito semelhantes. São espaços internos sem pilares, no fundo um grande altar, a porta da frente ampla mtas vezes apontando pra onde nasce o sol, pé direito bem alto, mtos adornos evocando a cultura/folclore oriental.

E acredite… tem tanto templo q vc vai cansar de ver. Por isso, caso vc não tenha mto tempo a disposição não esqueça dos passeios “alternativos” e foque suas visitas nos templos mais importantes, com atrações mais chamativas.

DICA PRECIOSA: Não descuide das vestimentas. Especialmente nos templos é importante manter sempre os joelhos e os ombros cobertos. O ideal é q vc esteja sempre de calça e camiseta. Na maioria dos locais eles alugam lenços e calças pra vc usar por cima.

Buda deitado

buda de jade – Wat Phra Kaew

palácio imperial

Templo do Amanhecer – Wat Arun

Wat Arun é um templo budista cheio de referencias hinduístas (como a maior parte dos templos no sudeste asiático) construído em meados do seculo 17 que se localiza nas margens do Chao Phraya, muito conhecido e praticamente um dos símbolos da Tailândia.

Wat Arun

Templo do Amanhecer – Bangkok – Tailandia

Ele é constituido por varias torres ricamente decoradas, sendo que a central, que tanto chama a atenção de longe e geram uma vista imperdivel durante o amanhecer e o anoitecer, foi construída no século 19.

A torre central possui três niveis visitáveis. O visitante sobe degrau por degrau (bem ingrimes, diga-se de passagem) e lá pode aproveitar a vista do Chao Phraya e de Bangkok.

Passeio de barco no rio Chao Phraya

Este passeio foi um tanto “polêmico” entre as pessoas que me acompanharam nesta viagem. Foi unanime que é um passeio interessante, mas a questão é especialmente o tempo do passeio. Eles são vendidos em passeios de 1 ou 2 horas. O curto te leva a um passeio sem entrar pela parte mais interessante do rio, pela região com mais templos e casas.

Tenha em mente que o rio não é extremamente poluído, mas banha uma das maiores cidades do mundo. O q quero dizer é q o rio é “sujo”, apesar de navegável e possuir vida. Tanto, que apelidaram o passeio de “role no esgoto”.

Na minha singela opinião, a segunda parte do passeio, onde visitamos áreas mais próximas a região de moradia, com mais verde, é a unica q vale a pena. Porem, não tem como chegar a parte mais interna do rio sem passar por toda parte q eu julgo mais desinteressante.

Como podemos ver no começo do vídeo, um local fácil para contratar este passeio é na área onde vc atravessa o Chao Phraya em direção ao templo do amanhecer, o Wat Arun.

Atrações: não recomendo

Ponte do rio Kway

Compras no mercado flutuante

Os mercados flutuantes não tem absolutamente nada de interessante alem de ser… flutuante. São vários barcos com produtos absolutamente normais e sem nada de diferente. Se estiver num roteiro com outros passeios mais interessantes, ok. A oportunidade de fazer uma comprinha, comer algo, pode ser válida. caso contrário, não está perdendo nada.

Quer saber mais sobre a região? Então clique aqui para acessar uma página com todos os links do blog relacionadas com viagens ao sudeste asiático.