Zoológico de São Paulo

10 01 2016

Antes de qquer coisa, gostaria de deixar claro que não sou conivente com coleções de animais que se apoiam exclusivamente na exibição de animais, sem uma ação minimamente adequada em relação a educação e geração de conhecimento sobre as espécies mantidas. SOMOS MAIS DE 7 BILHÕES DE PESSOAS. DESTRUíMOS O PLANETA E NÃO HÁ ESPAÇO PRA SOLTAR ANIMAIS. Pense nisto antes de criticar as coleções de animais. Clique aqui para ler uma publicação onde eu discorro, de forma um tanto pessoal em alguns pontos, sobre o assunto.

O Zoo de SP (clique para acessar o site oficial) é o maior zoológico da América Latina, localizado numa área de Mata Atlântica, onde estão instalados mais de 3000 animais de mais de 400 espécies, fora os que não estão em exibição. Na área de educação, possui diversos projetos anuais e periódicos (como nas férias) com atividades que podem ser consultadas no site da instituição. Tambem possui uma biblioteca de acesso público com muito material da área.

Dentre as diversas atividades, destaco as visitas monitoradas para grupos acima de 20 pessoas (q o site não explica como podem ser solicitadas) e o passeio noturno, q deve ser extremamente interessante, ja que boa parte dos animais possuem hábitos noturnos ou crepusculares, então durante o dia, eles não possuem grandes atividades e durante a noite podemos acompanhar suas atividades cotidianas.

Sempre é válido saber o q os usuários do Trip Advisor tem a dizer, portanto, clique aqui pras opiniões!

O local

A área onde o zoo (e o jardim botânico de SP, outro passeio imperdível na região) se localiza abriga uma porção de mata atlântica onde se localizam a nascente do córrego do Ipiranga. Uma pena que o riacho esta muito poluído.

A mata atlântica é uma floresta tropical localizada do rio grande do norte ate o rio grande do sul, especialmente na região litoranea. Esta área formou uma das mais ricas áreas em termos de biodiversidade, que acabou sendo devastada a ponto de sobrar atualmente apenas algo em torno de 8,5% da sua extensão original. Isto é péssimo por que, alem dos problemas com água e temperatura, já que a mata ajuda a manter o ciclo da água, ainda devemos lembrar que cada peça do ambiente contribui para o equilíbrio. E para aqueles utilitaristas que ignoram a importância da natureza, posso lembrar que a quantidade de moléculas com potencial de se tornar medicamentos e q estão (ou estavam) presentes nas plantas e nos animais, é algo incalculável.

Pelo q eu disse, pode parecer q é um lugar isolado de São Paulo, mas não é verdade. Descendo no Jabaquara, é só procurar pela “ponte Orca” que te leva diretamente para o zoo. Apenas verifique no site os horários de saída e DE VENDA DE TICKETS para não haver problemas.

Dentro do zoo vc vai ter problemas com alimentação, já que as lanchonetes são bem fracas, apesar dos preços relativamente baixos. Isso é um problema caso vc esteja com crianças, no caso dos adultos vc simplesmente se planeja e leva algo ou espera pra comer depois.

Os animais

Uma das coisas mais ou menos frustrantes em relação aos animais do zoo, especialmente em dias de movimento, é que eles não estão confortáveis. Da pra perceber claramente q todas aquela movimentação, aquele monte de gente, algumas vezes extremamente mal educadas, q chegam a jogar pedra nos animais, causa um stress bem grande nos animais. Talvez por isso que os animais sejam revezados na exibição: as vezes a leoa esta em exibição, as vezes é o leão, para que eles descansem. Muitas vezes eles se colocam de costas para não ter q encarar a multidão. Por isso, recomendo a visita em dias de semana, justamente os que não haverá um grande caos e os animais estão em maior conforto.

macaco do velho mundo

as vezes, não olhar é mais facil!

A coleção é muito ampla, desde os populares e famosos animais da megafauna africana, até muitos animais da fauna brasileira, q são mais desconhecidos por nos mesmos. Uma variedade gigantesca de aves rapinantes, tucanos, micos, felinos, alguns galpões dedicados a repteis e anfíbios… não da pra resumir e não da pra citar cada espécie.

 

Muita gente vai considerar um passeio chato ou triste, e eu entendo plenamente. Porém, acho um passeio indispensável para crianças e adultos, primeiro por que o local está limpo, depois pq não protegemos aquilo que não conhecemos.

Para comentários sobre turismo e passeios no Brasil, clique aqui!

E sobre zoos, aqui falo sobre os Zoos em Nova York, sobre o Aquário de SP, Sobre o Borboletário Águias da Serra.

Anúncios




Bicho Sem Preguiça – Cão que puxa durante o passeio

19 07 2012

a webserie q estou realizando com o pessoal do www.bichosempreguica.com.br não para e toda quarta tem um novo episodio. no desta semana é sobre aquelas pessoas q tem um probleminha pra passear com seus cães. acompanhem:





bicho sem preguiça – como fazer seu cão não subir nos moveis

11 07 2012

este é um vídeo q eu realizei com amigos da bichosempreguica.com.br . é uma série mostrando como lidar com animais de estimação. neste episodio a alessandra caprara e a ana hanashiro falam sobre como ensinar seu cão a não subir na cama.

este ainda é um beta. vamos evoluir, apesar de ter uns 5 ou 6 gravados!

divirtam-se! vendo o video e convivendo com seu cão! 😀





dicas pra fotografar animais

9 06 2011

eu acho q a técnica de iluminação é meio q indiferente, o problema é lidar com o animal pra ele colaborar com o ensaio. luz contínua pode deixar o animal quente, flash pode assustar… tem vantagens e desvantagens e vc vai pastar de um jeito ou de outro pra conseguir o q vc quer. e vcnão tem como prever com qual o animal prefere. cães costumam ser mais indiferentes, ja alguns gatos odeiam flashes.

mantenha o dono (q não é o mesmo q proprietário, dono é o q cuida) sempre por perto pq a presença acalma o animal. use os brinquedos pra atrair a atenção deles, biscoitos e carninhas, desses q tem em pet shop, pra recompensar. e DE bocados de alimento qdo vc oferecer, senão o bicho se sente q nem idiota e pode passar a não colaborar. alguns gostam de barulhinhos, bolinhas q fazem som e tal. alguns não aceitam q vc chame a atenção dele, não comem da sua mão, ai o dono se torna uma ferramenta importantissima para fazer o animal “posar”. vc pode alternar todos estas técnicas.

ANTES DE MEXER NO ANIMAL SEMPRE apresente o dorso da mão pra ele cheirar, mantendo-se na altura dele, sem movimentos bruscos e com suavidade pra ele cheirar (claro q o animal deve estar na coleira com o dono ao lado). se ele rosnar ou qquer coisa, respeite. vc pode tentar comprar ele com comida, mas sempre peça permissão. tem gente “malhação”, q fica nervoso qdo vc da comida pro bicho dele (talvez pq ele não possa comer e quer q o bicho tb não coma! laughing.gif ) fale baixo com ele, faça amizade, senão o projeto vai pras picas. este primeiro passo é fundamental.

é importante q o ensaio seja razoavelmente rápido, depois de uns 30 minutos o animal começa a ficar agitado, ainda mais se não tiver agua. qdo ele cansar, de um intervalo de pelo menos 10 minutos, uma volta rapida na rua pro bicho sossegar. provavelmente ele vai se deixar fotografar novamente.

NUNCA utilize nenhuma forma de tranquilizante ou sedativo. primeiro pq é uma bruta sacanagem com o animal. em segundo lugar pq se vc errar, pode matar (e tem raças q são sensíveis a determinados medicamentos). em terceiro lugar pq é um ato criminoso e so um médico veterinário pode fazer este tipo de procedimento.

o melhor seria ter um cão e treina-lo, mas nem sempre é trabalho de publicidade desse tipo.

gatos são animais bem mais dificeis de lidar, uns fora de casa vão se tornar anjos, outros vão achar q são leões. eles vão invariavelmente querer ficar dentro do lugar de onde eles vieram (caixa de transporte) e sempre q vc der uma brecha ele vai tentar fugir. por isso mantenha o ambiente LACRADO, janelas fechadas, portas fechadas e sem locais altos pra ele subir. cuidadon com ar condicionado central. mantenha tb um par de luvas de raspa por perto, caso o bichano comece a dar piti. e to falando serio.

o truque da comida não funciona bem, mas os brinquedinhos e sons funcionam melhor e por mais tempo. gatos gostam de caçar, vc pode aproveitar este comportamento pra fotos “sou um caçador de ratos” e pra chamar a atenção. o problema é q demora pra maioria dos gatos se sentir em casa e eles são extremamente territoriais, então… paciencia!

1 ensaio de humanos =1/4 de ensaio de animais (uma comparação q eu constato na prática). vc pode demorar dias pra conseguir A foto.

pra cães o ensaio out door é classe, bem mais sossegado apesar de ser mais trabalhoso pra gente e não fornecer o resultado q um estudio fornece.

dica de livro: adestramento inteligente do alexandre rossi. ele fornece umas técnicas de adestramento rápido, ai vc consegue mais coisas em menos tempo.

vc ainda por cima faz um filme danado com o cliente pq ensina pra ele umas boberinhas sobre o comportamento animal e ele vai achar q vc é O cara. especialmente se vc pegar a manha de lidar com gatos. dono de gato em geral é uma praga, mas ele sempre faz o q vc quer, paga bem e são dedicados.





cultura caiçara – semana cultural de ariri

2 12 2010

a pedido de amigos, amanhã estou a caminho do ariri, localidade próxima a peruíbe (acho eu), para acompanhar e documentar a semana cultural que eles vão promover por lá.

o ariri é proximo a peruibe, cananeia, ilha do cardoso, numa região remota de dificil acesso, onde se localizam quilombos, povoados e alguns condomínios de luxo.

minha amiga, a médica veterinária camila nali, é responsável por um projeto de conservação do mico leão da cara preta (Leontopithecus caissara), animal extremamente ameaçado de extinção, endêmico desta região de são paulo, onde restam cerca de 400 indivíduos. assim ela se envolveu com a população desta região.

a conservação do meio ambiente não é simples e depende de fatores muito além do simples conhecimento dos hábitos da espécie. há uma necessidade extrema de controlar a influência do homem, por que não tem mais meio ambiente para eles.

segue um excerto da palestra q ela ministrou para o grupo de estudos de animais silvestres da veterinária da USP:

como podemos convencer as pessoas de que é importante conservar o meio ambiente se, muitas vezes, elas não possuem nem ao menos o básico para viver? a verdade é q a conservação dos micos está ligada diretamente a melhoras nas condições de vida dos caiçaras que residem esta região.

exatamente como os micos, a cultura caiçara está em extinção. a mesma cultura q tem fortes raízes com a natureza, que é uma raíz pra pelo menos 700 pessoas.

então, vamos lá pra ver o que rola! a idéia não é um tratado antropológico nem etnológico. não sou competente pra isso. vamos é documentar e analisar mal e porcamente o q um urbanoide, como eu, vê com esta população.
quem são eles? como vivem? quais as expectativas de vida? como viviam? como vivem? como essas crianças veem o futuro? elas continuarão no povoado?

vou tentar manter posts diários, se possível, comentando como estão as atividades. quem sabe até um videolog?