controlando as pulgas

30 03 2011

ja que iniciei a série “falando de controle de parasitas”, vou discorrer um pouco sobre controle das pulgas de forma adequada. novamente, principalmente qdo falo de remédios utilizados no controle, não cito o nome de nenhum e recomendo q vc procure um veterinário, mas é pq PRECISA de verdade e espero deixar claro o pq. mas leia o texto, pq vou dar umas dicas que podem controlar o problema e talvez vc nem precise passar numa consulta.

vale ressaltar que sou partidário do “controle integrado de pragas”, q é um nome pomposo pra “limpa a casa e lava o bicho”, como vcs vão ver logo mais.

pq controlar as pulgas?
devemos controlar as pulgas não so pq elas tb vão picar seres humanos (apesar de preferirem os animais) e pq elas sugam o sangue do nosso pet (o q pode ser um volume bem grande em algumas situações), mas tb pq elas transmitem outras doenças. uma q é mto importante é o Dipylidium caninum, uma tenia (tb conhecida como solitária) q infecta a pulga, espera q o cão ou gato coma a pulga (acontece qdo ele se coça com a boca) e de lá chega ao intestino. em mtos casos, em infestações graves, da pra ver q tem este verme olhando pras fezes: elas apresentam uns pontinhos parecidos com grãos de arroz q se movem de forma nojenta.

pior q isso é a DAPP, a dermatite aguda por picada de pulga. o seu bicho tem alergia e fica todo empipocado qdo uma pulga da uma mordida. e as vezes UMA mordida é o suficiente pra um inferno de coceira, inchaço, semelhante ao q ocorre com pessoas alérgicas a picada de abelha.

portanto, é bom ficar esperto para economizar direito. sem economia burra!!!

ok! mas como faço o controle?

mta gente pode achar q é so usar a “gotinha” e pronto, mas nem sempre. não adianta vc usar o medicamento de forma errada. por exemplo, um medicamento X dura 2 semanas e vc aplica mensalmente. portanto, parte do tempo ele esta desprotegido e ai caimos no maior erro: não vemos o parasita constantemente e nos enganamos.

mta gente acha q seu bicho não tem pulgas, isso acontece pq mtas vezes eles se limpam constantemente, em especial os gatos. eles simplesmente pegam as pulgas na mordida e se livram. e como vimos acima, isso é um ledo engano. é mto ingenuo acreditar que apesar do mundo ser infestado por pulgas, so o seu não tem. so se ele fica preso em ambiente altamente limpo durante o tempo todo, mas ai vc nem estaria lendo isto, já que é claro q um proprietário q confina seu animal, não se importa com ele.

ok ok. mas como eu controlo?

pra controlar qquer parasita a gente precisa entender como ele vive, pra encontrar os pontos adequados pra intervenção. não adianta derrubar um predio dando martelada na janela.

a vida da pulga é baseada em dois locais básicos:

1- no ninho do bicho, onde ele dorme. a pulga bota o ovo, q é uma bolinha minuscula e lisa, e este ovo cai no ninho (e tb fora dele, durante os passeios). o ninho é um lugar quente, protegido, com umidade agradável. guarde estes detalhes! serão uteis.

2- no próprio animal acometido. Sim! de uma forma grosseira, podemos dizer que o próprio animal é o ninho das pulgas!

no ninho do animal, os ovos eclodem, as larvas ficam lá e se alimentam das fezes dos pais e de detritos q caem por ali. a pulga come ate se empanturrar e faz um coco “nutritivo”, q as larvas adoram. com isso o ninho se torna um lugar altamente contaminado.

nisto temos uma outra lição importante: se tem apenas um casal de pulga em cima do bicho, eles contaminam o ambiente, produzem um monte de ovos, larvas e pupas (onde a larva fica pra se transformar em adulto) e dizemos q pra cada adulta q vemos tem 99 ovos+larvas+pupas no ambiente onde ele fica. isso se ele não mascarar a situação, como no caso dos bichos “auto limpantes”.

ok! não me interessa a vida dessa nojeira. como eu controlo as pulgas?

lembra do ninho? ele é seco, correto? então molhe o ninho! se vc lavar o ninho, mesmo q seja so com agua, o lugar onde ele mora, ai vc ja começa o controle de forma eficiente. simples assim! limpe com agua e sabão, não precisa de mais nada. tem um cobertorzinho e um colchãozinho? tenha 2 “kits”, lave um a cada 2 ou 3 dias e vc já melhora a situação sobremaneira. vc literalmente MATA OS OVOS AFOGADOS. e não me venha com preguiça. é so colocar na maquina de lavar, não da trabalho NENHUM. lave tb as roupas. vc lava as suas, não vai lavar a do cachorro?

tb utilize o aspirador de po para puxar os ovos e, se possivel, aqueles q tem limpeza com vapor, o q será utilississimo pra limpar tapetes e sofás. com este equipamento vc mata os ovos e larvas com calor excessivo e mta umidade, o q é bem diferente das condições ideais, como citamos antes.

so q tem as pulgas adultas q nascem por ai, elas encontram seu pet pq pulam de la pra ca, na rua, nos parques e tudo mais, procurando por hospedeiros. por isso, consulte o colega veterinário, pra q ele indique um remédio q funciona onde vc mora, numa frequencia adequada q proteja seu animal de estimação 100% do tempo e na dose correta. este remédio pode ser via banho, gotinha, spray ou sei la o q… fazendo do jeito certo e limpando o ambiente, vai funcionar.

Anúncios




controlando os carrapatos

29 03 2011

antes de tudo ja aviso q este texto não tem fórmulas mágicas e repete umas 3 vezes “procure um veterinário”, mas explica de forma objetiva o q acontece e pq vc tem q procurar o dito cujo MV e pq não é “desculpinha” pra ganhar dinheiro, é realmente um problemão e não da pra passar receita de bolo pra resolver o problema.

tem um monte de texto por ai q fica falando de forma ultrapassada de controle de carrapatos. mas as coisas mudaram muito, especialmente aqui no estado de São Paulo. em primeiro lugar, os carrapatos estão cada vez mais resistentes aos remédios. pra piorar ocorreu uma invasão de carrapatos q atacam cães aqui no sudeste brasileiro. e pra piorar: as pessoas tentam economizar e so fazem merda. portanto, vou tentar passar em poucas linhas uma rapida orientação sobre o controle integrado de carrapatos, q é necessariamente o controle no animal e no ambiente.

cuidando do ambiente

a coisa mais importante q vc tem q saber sobre os carraparos é q eles são ANIMAIS! parece estupido, é tão obvio, mas nos esquecemos do basico. eles são animais… portanto… se movem! tem o “anima”. sendo assim, se temos uma região infestada por carrapatos, não importa o quanto nos esforcemos, não iremos erradicar, acabar com a população que habita lá. vc livra a sua casa, mas o vizinho não, então os carrapatinhos vem subindo a parede ou por debaixo da terra e infestam sua casa novamente.

os carrapatos sugam o sangue dos cães durante um tempo, descem para o chão, se enterram e botam ovos. MUITOS OVOS. quando eles eclodem, as larvinhas saem e vão se espalhando pelo ambiente esperando o cão e reiniciando o ciclo. portanto, ai podemos ver como é importante controlar a infestação nas áreas com terra. uma hora ou outra ele volta pra la.

por isso a primeira orientação importante é: não desperdice produto. se vc começa a utilizar fora das especificações, vc vai gerar resistencia nas pragas.

existem MUITAS marcas de produtos com esta finalidade, elas foram e são utilizadas de forma indiscriminada, então é necessário usar de forma mais consciente, mesmo pq comprar pra ficar testando é frustrante. imagine c vc so consegue efeito desejado na quinta tentativa. chato, não? por isso é importante q vc converse com o veterinário de plantão para que ele diga pra vc o q funciona ai na sua área. ele atende lá, ve os problemas, conversa com as pessoas, sabe quem usou qual produto e quem voltou dizendo q não funcionou.

Porem… vc pode proteger a sua casa, com certa relatividade, mas rola. so que carrapatos não estão so na sua casa. estão nas ruas, nas praças… e agora?

o controle no animal

um conceito importante é q os remédios funcionam de uma forma um tanto q matematica: se vc tem 100 moleculas e cada 10 moleculas matam 1 carrapato, vc mata apenas 10 carrapatos com uma aplicação. depois disso acabou, ja era. portanto, para que seu cão esteja livre dos carrapatos, vc PRECISA aplicar uma medicação adequada. vc pode utilizar tanto os banhos, os sprays, mas eu gosto mais das “GOTINHAS” pq elas são extremamente eficazes e duram bastante.

vale ressaltar que TODOS os métodos funcionam contanto q vc GARANTA q ele está sendo aplicado da forma CORRETA. por exemplo… tem uma droga ai q vc aplica no cangote, mas so protege o cão por 21 dias e demora 3 dias pra funcionar. tem uma outra q é EXCELENTE, vc espirra no cão inteiro e os carrapatos morrem na hora. so q ela so dura 5 dias. portanto, vc tem q seguir um PROTOCOLO e respeita-lo, pq qquer segundo sem proteção é o suficiente pro carrapato sugar o sangue do seu cão e transmitir doenças como a erlichiose.

portanto, mais uma vez vc precisa consultar o médico veterinário pra ser orientado sobre como usar o medicamento. qual medicamento? este ta funcionando bem na região? com q intervalo eu uso ele? agora imagina se rolasse uma lista… imagina o tamanho q ela precisaria ter.

so realizando controle ambiental (diminui a carga no ambiente onde o anima habita), controle no animal levando em conta especialmente o INTERVALO de aplicação, se consegue evitar a presença dessa praga nos nossos lares.





casos bizarros – cão “desalojado”

24 03 2011

segundo o estadão, aconteceu algo muito interessante q demonstra como as pessoas possuem animais e não tem lá muito interesse em defende-los de uma forma sã e equilibrada. esta notícia comenta a decisão judicial que determina q uma proprietária retire seu cão de um apartamento por que ele late demais.

e não é palavra de um morador contra a de outro, foi comprovado (pelo menos convenceram o juiz) que o barulho atrapalhava o vizinho a ponto de afetar sua saúde, sendo que o jornalista do @estadao diz textualmente que “laudo pericial avaliou que o cãozinho fez “ruído praticamente ininterrupto entre 8h50 e 11h”, quando pessoas passavam pelo hall do prédio, entravam no elevador ou tocavam o interfone ou campainhas dos apartamentos. ”

como disse minha amiga, veterinária e adestradora, Alessandra Caprara “esse cão tem um grande problema. a dona.” NÃO É NORMAL UM CÃO LATIR TANTO. ESTE ANIMAL ESTÁ NECESSARIAMENTE COM ALGUMA FORMA DE PROBLEMA. me espanta que as pessoas considerem isto um hábito normal.

se ele fica latindo pra qquer coisa q se mova, será q ele não está entendiado, procurando o q fazer? sera q ele não esta amplamente ansioso pela separação da dona? o q leva a esta histeria? quantos cães vc conhece q tem este comportamento? eu, q sou médico veterinário e convivo com animais, não conheço nenhum cão q age assim.

o uso do ultrassom, comentado pela reportagem é secundário. eu e todos meus colegas interessados em comportamento e etologia, temos CERTEZA q psicologia canina e um pouco de adestramento, bem como boa vontade dos proprietários para que as modificações sejam feitas, poderiam remediar este problema.

e novamente eu relembro a todos: tenham um veterinário por perto, o consultem, peçam indicações (pq assim como existem anestesiologistas, cardiologistas, existem os etologos, os especialistas em comportamento), mesmo pq o primeiro sinal de qquer doença é uma alteração de comportamento.





O caso da dalmata Amora

9 03 2011

Neste post vou comentar sobre o caso de uma dalmata muito simpática chamada Amora.

A Amora é um dálmata, femea, castrada, que se alimenta de porcarias que rouba eventualmente e de ração light superpremium. Porem, mesmo com esta tentativa de controlar o peso, ela foi engordando gradativamente, e sua proprietária começou a andar com ela. Até ai nada de especial. Porem a dominância se exacerbava durante os passeios e a dona, q gosta de andar com ela sem coleira, durante a noite, ficava preocupada por ela não atender aos apelos. E este é o unico hábito que incomoda, já que é de bom grado q ela responda, para que não importune pessoas nem vá para a rua.

Para resolver estes problemas fizemos 2 coisas, uma para quebrar a idéia que a Amora tem de ser o lider da matilha e uma segunda ação para que ela venha quando solicitado.

O primeiro ponto foi solucionado com a dona andando em “zigue zague”. A Amora nunca passa a frente da proprietária. Caso ela o faça, a dona simplesmente vai para o outro lado e deixa ela pra lá, por que o cao nunca quer ficar sozinho, então permite uma certa distancia do dono e apenas aquilo. Passou de uma certa distância, ela dá a pata a torcer e vai atrás da sua dona.

Já nos primeiros 15 minutos de caminhada a proprietária notou que o cão estava muito mais atento, não so ao que ela fazia, mas tambem ao ambiente. em meia hora de caminhada, a competição pra ver quem segue e quem determina o caminho foi vencida pela proprietária, q deu mais um passo em direção a liderança da familia!

Já pra fazer ela vir qdo chamada, foi mto mais simples, direto e fácil. Ela carega uns biscoitinhos de cães, e toda vez q ela diz “VEM” e faz um gesto, um tapinha no quadril, independente de onde a Amora está, ela chega junto. Quando ela chega, a proprietária estala os dedos e recompensa o cão.

É válido explicar que a palavra é curta, é simples, o gesto é inequivoco e feito com amplitude para que o cao perceba sem sombra de duvidas, o clique é um sinal de q o cão fez o que foi pedido e que só após o estalo vem a recompensa, além de não deixar o animal ansioso enquanto não recebe o premio

Este é um exemplo da utilidade que tem o adestramento animal. Não é pra tirar a personalidade do cão muito menos torna-lo um robozinho, que so obedece. Adestrar é se comunicar com o animal, é garantir que ele não vai se meter em encrencas, e, no caso da Amora, a sintonia e a comunicação é tão boa, que ela pode passear sem coleira, não arruma confusão com outros cães, nem vai cheirar quem não deve! E isto é bom para todos, especialmente pra qualidade de vida do cão.





Cães Entediados

3 03 2011

Boa parte dos problemas dos cães é por ficarem o tempo inteiro em áreas pequenas, frias sem ter o q fazer. Tem um golden retriever q mora numa casa por onde eu passo rotineiramente e SEMPRE vejo ele indo de um lado para o outro, ai ele pula na parede, fica sob 2 patas, e volta. Na outra parede, ele faz a mesma coisa e fica repetindo este padrão, acredito q o dia inteiro. Este tipo de ação é o q chamamos de comportamento esteriotipado que é muito comum em zoológicos, em animais muito estressados ou que ficam sem fazer nada.

Isto, por mais q TALVEZ não traga prejuizo na saúde física (repare no negrito do TALVEZ), este tipo de comportamento é um claro indício da degradação da saúde mental, e é OBRIGAÇÃO do proprietário tomar atitudes para que isto não se torne problema mais grave. Devo ressaltar que quando o animal não tem um equilíbrio mental, ele pode se tornar perigoso. Pode começar com alguma brincadeira bruta e partir para a agressão. E pra chegar nisso, não é dificil.

O primeiro ponto, é importante que vc tenha certeza q o cão fica num lugar razoável. Não é pq é cachorro q ele pode ficar num lugar frio, umido q venta. A questão é apenas saúde. Se você deixa seu cão num espaço onde vc não conseguiria permanecer por causa da temperatura, vc está dando espaço para doenças se instalem, especialmente resfriados (virais ou não), pneumonias, sinusites e outras doenças. Garanta q ele tem um local protegido, como uma casinha, com um cobertor ou similar. não é nada mais q justo, num lugar como SP, onde temos uma variação de temperatura de 5 graus até 32.

Outro ponto crucial é que devesse alimentar os cães varias vezes por dia. Aconselho fornecer comida antes de sair de casa pro trabalho e a noite. Durante a tarde, é interessante que vc converse com o colega da pet-shop ou o dogwalker, ou ainda a empregada, para que eles forneçam uma garrafa pet, cortada com uns buraco q deixam cair ração, ma non troppo. Ai deixa o dog se divertindo. Ele pode ficar horas rolando a garrafa, o q é uma atividade excelente. Mas nunca faça isso caso o cão coma a garrafa. A garrafa pode gerar entupimento do trato gastro intestinal, perfurações, etc.

Garanta que ele possui tambem brinquedos, como ossos tratados termicamente (vende em petshop e é barato. osso q a gente tem em casa, especialmente os de galinha, podem quebrar em galho verde, ai faz uma lança e pode perfurar o intestino. se perfurar, se prepara, pq a cirurgia é carissima).

Outro ponto barato e bom é o dog walker. Contrate e deixe eles passearem uma hora por dia. Outro ponto interessante é o day care, o cão fica no pet shop, onde ele passeia, toma banho, faz atividades, interage com outros animais, e volta pra casa de noite, feliz e cansado.

Organize as atividades para que o cão não se canse nem se entedie. um exemplo:
2- day care
3- dia com diarista, então o dog walker pode pega-lo pro passeio
4- dia de brincadeira com garrafa (descanso tb)
5- dia com diarista, dia de dog walker
6- descanso?
sab- dia de passear com ele no parque
dom – descanso?

Aproveite e faça um favor pra SUA saude: passeie com seus cães 3 vezes por semana durante a noite. Faça uma caminhada leve, interaja com seu animal, garanta q seu peso e seu coração estão normais!





a evolução forçada

2 03 2011

este post foi motivado pela seguinte notícia: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2011/02/peixe-evolui-e-se-adapta-rio-poluido-nos-estados-unidos-diz-estudo.html . ela conta sobre uma espécie de peixe (Microgadus tomcod) que se adaptou para viver num rio poluido por um tipo de veneno muito tóxico da classe dos organoclorados, o bifenilpoliclorado. os piores pesticidas que surgiram na face da terra. um professor meu dizia que a unica coisa que todos os seres vivos compartilham é a presença desta molécula no corpo.

o gene citado codifica proteinas utilizadas na biotransformação (e, portanto, na desintoxicação), no ciclo celular e resposta ao stress. proteinas são máquinas do corpo. algumas funcionam como máquinas simples (como uma alavanca, ou engrenagem) ou complexas (como um motor, que são muitas maquinas simples combinadas). da mesma forma, pode-se utilizar diversas proteinas em sequencia para chegar a determinada ação: quando você combina as proteinas (a hemoglobina, por exemplo, é a combinação de 4 proteinas mais um grupamento central heme, que é onde carrego o O2 propriamente dito), elas ganham funções e podem ser utilizadas em diversas aplicações, como existe engrenagem no CD player e no motor.

descobriu-se que alguns organoclorados fazem esta proteina funcionar menos, o que justifica a morte (lenta e dolorosa, diga-se de passagem). se o animal voltou ao normal com a mutação é porque a proteina trabalha em níveis normais quando estão na presença do toxico que a inibe, portanto, sem o toxico ela vai ficar hiper-reativa. como consequencia, o animal com gene alterado, num ambiente “limpo” vai ter uma biotransformação acelerada, um ciclo celular acelerado e vai ter uma resposta ao stress (que é algo de extrema complexidade) também alterada.

biotransformação é, a grosso modo, a desintoxicação. toda vez que você ingere um toxico ele é biotransformado, ele passa por uma série de mudanças na molécula para que possa ser eliminado via renal ou fecal sem detonar tudo. e pra tanto, normalmente dentro das células do fígado estão diversas proteinas que formam uma fábrica de desintoxicação, a ahr é uma das ferramentas.

isto não quer dizer que o animal não vive, so quer dizer que não vive normalmente, como viveria com uma versão “normal” da proteina.