Post Guia – Viagens Pelo Brasil

2 08 2015

Este é um post pra compilar tudo que foi postado sobre turismo aqui no Brasil. Em ordem alfabética.

Natal

Natal – Rio Grande do Norte – A capital do Rio Grande do Norte é maravilhosa, as águas são quentes e é um passeio imperdível! Neste texto, posto algumas das minhas impressões sobre a cidade q mais me agrada no nordeste!

São Paulo

Templo Zu Lai – Cotia – Sao Paulo – O templo budista Zu Lai se localiza em Cotia e traz uma visão diferente de mundo, para uma país completamente ocidentalizado.

Aquario de Sao Paulo – Mais do que um aquário, praticamente um zoo! O aquário de SP possui uma coleção com diversas espécies de animais, de todos os continentes e de varias classes diferentes, incluindo o peixe boi, Tapajós, e o casal de ursos polares. Vale tambem dar uma lida aqui sobre a função dos zoos. Eles são mais do que uma exposição de bichos.

Borboletario Aguias da Serra – O borboletário é uma área de recreação e educação, muito interessante para crianças, onde são mantidas diversas espécies de lepidopteros, bem como uma mini-fazenda. Vale tambem dar uma lida aqui sobre a função dos zoos. Eles são mais do que uma exposição de bichos.





Post guia – Sudeste Asiático

2 08 2015

Este é um post referência pra linkar tudo que foi escrito aqui sobre viagem Para o Sudeste Asiático. No caso: Tailandia, Camboja e Vietnam.

Phi Phi Island – Uma das pérolas no mar da Tailandia

O templo branco – Wat At Rong Khun – Chiang Rai, Tailandia

Angkor – Siem-Reap Camboja

Ha-long-bay – Vietnam

Hanoi – capital do Vietnam

Bangkok – Tailandia – basico pra turistas

 





Templo Zu Lai – Cotia – São Paulo

17 07 2015

O Brasil abriga a maior colônia nipônica do mundo. E esta população deixou marcas profundas no Brasil e vice versa. Além do monte de restaurante japonês que infestam São Paulo, o budismo é uma das marcas que muitas vezes passam desapercebidas, mas trouxeram algumas diferenças pra colcha de retalho que é a cultura brasileira.

O templo Zu Lai é uma das influências do ORIENTE (não apenas da colonização japonesa, mesmo pq a origem mais específica do templo é chinesa) que se destaca na arquitetura do país. Vale ressaltar que existem diversos outros templos budistas no Brasil, que valem ser conhecidos como o Kinkaku-ji brasileiro (localizado em Itapecerica da Serra/SP, se afirma ecumênico, mas é uma cópia do templo/jardim de Kyoto, Japão), o Quan Inn (SP/SP), Chagdud Gonpa Khadro Ling (Três Coroas/RS), templo Terra Pura (Brasilia/DF) ou o mosteiro Zen Kenkoji Morro da Vargem (Ibiraçu/ES).

Templo Zu Lai - Cotia -  São Paulo

Templo Zu Lai – Cotia – São Paulo

O templo Zu Lai teve origem na visita do Venerável Mestre Hsing Yün na década de 90. Um discípulo pediu para que alguém da comitiva continuasse no Brasil para continuidade do trabalho. Então a monja Jue Cheng, porteriormente conhecida como Mestra Sinceridade, se prontificou. O discípulo doou um sítio para que o trabalho fosse realizado e após muitos anos de trabalho este lugar se tornou o templo Zu Lai.

Arquitetura e arte

O budismo tem uma tradição muito interessante de buscar uma conciliação entre a arte e a religião, de forma que haja uma produção consistente de material que realmente tem valor estético e, muitas vezes, histórico. Este ponto é muito interessante/conflitante por que o budismo em si não precisa de uma arquitetura, o nirvana só pode ser alcançado por esforço individual. Mais que entender o nirvana, deve-se procura-ló.

Após a morte de buda (paranirvana) vários itens tornaram-se cobiçados. Apesar de ideologicamente os monges e autoridades do budismo não considerarem este comportamento saudável, ele foi/é tolerado e, até mesmo fomentado, já que trazia atenção e fieis. Isto acabou gerando a produção de muitas obras q transcendem a religião.

Outro ponto interessante é q muitos templos budistas do oriente são mais conhecidos por abrigarem alguma relíquia interessante (como o gigantesco buda deitado do templo Wat Pho em Bangkok, o moderno templo branco de Chiang Rai, as milhares de estátuas em Bai Dihn Pagoda, em Hanoi). Já o templo Zu lai tem todo seu charme num misto entre a natureza, que é uma parte importante do budismo, com arquitetura extremamente elegante.

O templo conta com um grande pátio, parapeitos trabalhados, cercado e integrado numa natureza exuberante, a cor branca, em contraste com o dourado que permeia muitos templos budistas, e sem foco de interesse na grandiosidade de alguma peça específica.

Eu, pessoalmente, recomendo atenção aos koma inu, os cães leão (é a capa do video do youtube acima), questão logo na base da escadaria que leva a porta. São como carrancas, que estão ali para defender o ambiente, para não deixar que os maus espiritos entrem. Eles normalmente estão em família, o macho com uma bolinha e a fêmea com o filhote.

Vale comentar que os arquitetos responsáveis pela obra foram enviados a China para maior contato com a escola  estudarem sobre as estruturas. Pra quem tem interesse sobre detalhes mais especificos da obra, aqui tem um link com a ficha técnica do templo.

Além do prédio principal, uma das partes mais agradáveis do passeio é o jardim com inspiração na tradição oriental, que possui os elementos básicos em sua composição: água, pedras (rochas verticais em geral representam o monte Meru, o centro do universo físico e metafisico), areia (uma segunda representação da água, é como o leito seco por onde o rio intermitente passa), lanternas, pontes, cercas, plantas e peixes.

Vale comentar que a água e a pedra são elementos contrários, são o yin yang, a dualidade do jardim oriental.

O espaço conta com um lago, um caminho bem definido por onde o visitante pode circular num espaço cuidadosamente planejado tanto na questão de plantas quanto nas pedras (hardscape) e, especialmente, na forma como o ambiente se encaixa dentro do jardim e como o jardim se encaixa no ambiente.

Eventos

A estrutura dos eventos cotidianos não são tão claros pra gente, que está acostumado a missas cristãs, que tem um formato mais ou menos definido q se repete. Os ritos budistas são diferentes pra cada escola. Os mais impressionantes são os cantados/recitados sutras, textos sagrados .

Estas cerimonias são muitissimo interessantes, uma experiencia riquissima. Os cânticos são estruturados de forma que levam a um transe, e a experiência de ver uma certa quantidade de pessoas cantando em unissono, é única. Mesmo sem entender nada, se vc conseguir se integrar ao cântico, vc passa a entender um pouco melhor o que é meditação.

O site do templo possui uma agenda com data, horário e nome da cerimônia, bem como se ela é em português ou chinês.

Um dos eventos que certamente especial, foi a presença do Dalai Lama, um dos grandes nomes do budismo tibetano. Ele discursou para uma multidão, conversou com pesquisadores da UNIFESP, esbanjou simpatia e compartilhou seus pensamentos sobre

Etiqueta – não faça presepada

Por mais Brasileiro que seja o lugar, existem algumas diferenças de etiqueta que eu recomendo para que a visita seja mais proveitosa possível, respeitando as tradições budistas.

-mantenha os ombros cobertos,

-use roupas que cubram os joelhos.

-não demonstre intimidade dentro do espaço do templo,

-sente e medite no interior do templo. Mas não fotografe.

-mantenha silencio durante as cerimonias.

-nao filme nem fotografe as cerimonias.

-Pets não são bem vindos.

(e nao reclame comigo. são regras deles… so dou o toque pra nao rolar presepada)

serviço

Estrada Fernando Nobre, 1461.
(Acesso pelo Km 28,5 da Rodovia Raposo Tavares)
CEP 06705-490. Cotia – São Paulo – Brasil

Tel: 55 (11) 4612-9805 / 4612-2895

link pro templo Zu Lai no Trip Advisor

Horário de funcionamento

2ª feira: FECHADO
3ª a 6ª feira: das 12h às 17h
Sábados, domingos e feriados:
das 9h30 às 17h.

Cerimônias dominicais: às 10h

Quer ler mais sobre o que fazer em SP ou no Brasil? Clique Aqui!





O templo Branco – Wat At Rong Khun – Chiang Rai – Tailandia

16 07 2015

O templo branco é uma das construções mais famosas e significativas do norte da Tailandia. Localizado na cidade de Chiang Rai, a cerca de 200 km da famosa cidade de Chiang Mai, o Wat At Rong Khun conseguiu o que o seu criador queria, tanto espiritualmente, passando pela valorização da arte tradicional tailandesa, quanto atrair milhares de visitantes todo ano.

Templo Branco, Chiang Rai, Tailandia

O templo Branco, Wat At Rong Khun, em Chiang Rai, Tailandia.

O ambicioso projeto é do artista Ajarn Chalermchai Kositpipat, que tinha como objetivo construir o mais bonito dos templos, que representasse a moderna/tradicional arte religiosa tailandesa, e. segundo suas próprias palavras, para rivalizar com o Taj Mahal e Angkor.

Aluno da universidade deSilpakorn, onde estudou extensivamente arte ocidental, Chalermchai passou a sentir “tédio” de acordo com que avançava seus estudos. Foi ai que ele começou a se aprofundar nos estudos da arte tailandesa, ramo pouco popular entre os estudantes, que consideram algo ultrapassado. Este foi um dos estimulos/desafio: valorizar e renovar a arte tradicional tailandesa.

Para ele, o templo é o ponto alto da sua arte. Junto com mais de 80 pupilos, aos poucos ele vai desenvolvendo o complexo, que conta com o “mais luxuoso banheiro do mundo”!

A simbologia budista é misturada com icones da cultura popular.A entradado templo é um mar de problemas, com diversas mãos e demonios de boca aberta tentando impedir a entrada. De acordo com o avanço pela ponte, a pessoa deixa os problemas para tras e passa a encontrar imagens que remetem aos conflitos internos.

bustos de personagens de filmes pendurados no jardim do templo branco

Bustos de personagens da cultura pop ocidental penduradas numa arvore

Budha é retratado em luta com Mara, e em muitos pontos épossivel ver os demonios combatendo utilizando armas modernas, como metralhadoras. Uma figura muito famosa é um demonio com uma imagem de Osama Bin laden e George Bush nos olhos. Chalermchai diz que isto é um alerta para a questão de que temos de olhar e perceber que segregar sempre leva a destruição, e q pessoas pacificas não querem nem a destruição dos islamicos, nem da america. Em outras gravuras famosas, são representados icones como Ultraman, Superman, o alien, etc.

O templo é branco para, alem de diferencia-lo do dourado dos outros templos que Chalermchai considera um sinal de luxuria, remeter a paz e pureza de espirito e intenção que são valores budistas. mas isso tb gera problemas de manutenção, então são feitas 3 limpezas anuais, um durante o ano novo tailandes, após a época de chuvas e antes do inverno.

Outra obra relevante de Chalermchai em Chiang Rai é o relogio dourado. Feito em substituição a um outro relógio que atualmente está localizado próximo do mercado, esta obra abriga tambem atividades culturais 2 vezes por dia e pode enriquecer quem vem em tour de apenas um dia.

O passeio

Em Chiang Mai é muito facil contratar um serviço de tour para o wat At Rong Khun, tanto em onibus com uma turma quanto em carro privado. Normalmente os passeios em grupos param em locais com aguas termais, que achamos desinteressantes, então optamos por um carro particular que nos levou e nos trouxe.

Portanto, não conheço muita coisa por lá, então deixou uma seleção de blogs q usei como referência para a minha viagem e q podem ajudar vcs!

vontade de viajar – o templo branco

vo ali – o que fazer em chiang rai

quero viajar mais – guia de Chiang Rai

Quer saber mais sobre o sudeste asiático? Clique aqui e acesse todos os posts sobre esta área do mundo.





O Aquario de São Paulo

8 06 2015

Antes de qquer coisa, como sei que tem mta gente que é contra as instituições que mantem animais cativos em exposição (claro, ne? Pq o q os olhos não veem, o coração não sente.), acho importante a leitura deste texto, que trata justamente da importância de tais locais. Estamos numa era de MTO radicalismo, coisa q em geral é bem burra… mas quem quiser pensar um pouco, tem ai uns comentários pertinentes sobre como eu vejo.

Outra coisa: não passo pano pra instituição zuada q maltrata animais. Não vou em locais q dopam animais nem q tenham suspeita de atitudes não éticas. A escolha de apoiar ou não é individual. Eu apoio instituições que visam educação e conservação.

Aquário de São Paulo fica na cidade de São Paulo, na região do Ipiranga, bem próximo ao metro Santos – Imigrantes. Fácil acesso!

Sao diversas espécies do mundo inteiro, de peixes de água doce e salgada. O aquário está evoluindo e se tornando um zoo. Atualmente eles possuem diversas espécies de mamíferos que estão divididos por localização, num passeio onde andamos de continente em continente.

Clipe com imgs gerais do aquário.

A primeira parte do passeio eh dedicada a animais de sangue frio.  SÃo diversos aquários com peixes de diversos lugares do mundo, anfíbios,  cobras, jacarés e lagartos. Nesta área me chamou mto a atenção peixes como o poraque (Electrophorus electricus), as arraias de água doce e o oceanário dos elasmobrânquios (tubarões e arraias). Uma espécie que precisa ser notada eh o lagarto Monstro de gila (Heloderma suspectum) que eh um dos pouquíssimos lagartos venenosos do mundo.

A área dos mamíferos começa com o Tapajós, um peixe boi (Trichechus manatus)  que foi encontrado ainda filhote sozinho no rio Tapajós. A área dele eh simplesmente fantástica, ele divide o espaço com diversos pirarucus (Arapaima gigas) e tambacus. O tanque pode ser visitado tanto pela vista lateral,  quanto por cima, onde passamos via uma ponte.

Imagens de tapajós, o peixe boi, e da foca!

Ai entramos em contato com diversas espécies de mamíferos, como o tamanduá mirim (Tamandua tetradactyla),  pinipedes,  lontras, raposas voadoras (Pteropus giganteus),  cangurus (Macropus sp) e, ate mesmo dois equidnas (Tachyglossus sp.), um dos poucos mamíferos que se reproduzem via postura de ovos. Importante lembrar que cada um dos animais, em especial os brasileiros, possuem sua história e nenhuma eh la mto feliz e isso,  na minha opinião, eh de extrema importância para conscientização do público quanto os atuais desafios da conservação ambiental.

Os ursos polares (Ursus maritimus) são um show a parte.  Eles possuem uma área respeitável, com amplo espaço e temperatura controlada, o que eh essencial para a espécie, que esta ameacada de extinção.

Um lance legal q deve ser ressaltado eh q o aquário tem parceria com uma instituição chamada “shape of enrichment”,  e promove enriquecimento ambiental para os animais. A importância disso eh tremenda, pq o cativeiro eh uma prisao e caso nao se mantenha a mente ocupada, os animais entram em stress, começam a apresentar problemas psicológicos e psiquiatricos que podem levar a doenças serias.

Acho que falta um pouco de cuidado na hora da educação ambiental. Aos sábados vemos hordas de crianças urrando e batendo nos aquários/ viveiros, e pais não muito preocupados. Entendo que na maioria das vezes os pais e as crianças querem apenas isso, mas sinto falta de material em texto junto aos animais.

Tb devo ressaltar que o trabalho de manutenção (herculeo) eh muito bem feito. Tudo muito limpo, animais saudáveis e staff se movimentando e trabalhando o tempo todo.

Este passeio eh bem caro. O adulto paga 60 reais. Porem acredito que vale muito a pena. Afinal, nao eh todo dia q vemos um peixe boi, lemures e ursos polares.

Quer ler mais sobre o que fazer em SP ou no Brasil? Clique Aqui!





A importância das coleções de animais no novo milênio

2 06 2015

O Brasil possui diversos aquários e zoológicos, cuja a imensa maioria eh público e isso gera diversas distorções quanto sua função. Como existe uma gigantesca má interpretação sobre a função deste tipo de instituição, vou resumir aqui a importância e a problematica da manutenção da fauna em cativeiro (me foco nisso pq sou vet), como forma de embasar minhas considerações em outros posts. Este é basicamente um post onde vou discorrer sobre o assunto pra rebater eventuais (e comuns) criticas qdo falo de criação de animais, viagens e etc.

Infelizmente a imensa maioria das pessoas que dizem defender os animais são completamente ignorantes sobre o assunto e acabam propagando bobagens. Não é culpa delas. Realmente é muito mais fácil viver no mundo da carochinha e acreditar no que lhe convêm, preferencialmente num mundo com claro “certo e errado”, do que pesquisar, aprender, entender uma conjuntura sócio econômica com diversos atores, onde o certo e o errado se misturam. Por isso, peço paciência com este texto, pq ele é realmente denso.

ave avariada por pedrada de criança chata!

Neste texto eu discorro mto sobre zoos padrão, sobre locais onde existe seriedade. Claro q existe merda de todo tipo. Só q é mto fácil descobrir onde não é sério: se o zoo permite que vc entre no recinto e fique abraçando bicho, o lugar não é sério. Ponto final. E felizmente, esses locais são poucos. O tipo de zoo q vc vai apoiar, é uma escolha estritamente pessoal.

Agora… algo q precisamos parar desde já e antes de tudo é com historinha de gente burra, tipo “ain! eles comercializam animais!”. Os Zoologicos e os CETAS (centros de triagem de animais silvestres) brasileiros estão ABARROTADOS de animais, sejam apreendidos pelo tráfico, seja encontrados adoecidos pelo Brasilzão afora. Especialmente zoos NÃO precisam comercializar animais. Bicho precisando de lugar pra ficar tem a rodo.

O desequilíbrio e o cativeiro

Promovemos, como espécie, diversas coisas horrorosas que influenciam mto a existência de vida no planeta. Pra citar algumas coisas q rolam no país, temos a Mata Atlântica reduzida a uma pequena fração do que já foi, bestialidades ambientais que geram deformações que modificam o ambiente de tal forma que eh imprevisível o que ocorrerá (como a construção desenfreada e sem critério de hidroelétricas), introdução de espécies…

Td isso gera desequilíbrio e mtas vezes o único retorno possível a um equilíbrio é um conjunto vazio. Não existe retorno a uma situação prévia. E o maior problema não é a caça nem o comércio de animais (que são sim GRANDES problemas), mas sim a destruição do meio ambiente,  q impede a vida e a reprodução animal. Afinal de contas: como realocar animais se não temos onde solta-los???

Condições para a vida animal 

Pra haverem animais em um local, são necessários 3 fatores indispensáveis: comida, abrigo e água. E o desmatamento gera distorções em todos estes 3 pontos.

A água eh importante não só para beber, mas tb nas questões de umidade que podem gerar ou nao ambientes seguros para o desenvolvimento dos ovos, por exemplo. Portanto, o q importa é a quantidade ideal de água, não apenas água. O excesso de líquido acaba com o deserto ou com o cerrado, mas a falta dela acaba com a mata tropical.

Da mesma forma, o excesso de água num deserto eh algo totalmente diferente do excesso para a floresta tropical. Sem matas o ciclo de água tb eh afetado. A água evapora na hora “errada”, escorre pro lugar errado, e isso gera inclusive falta de água nas cidades, assunto tão em voga para os paulistanos.

Com alterações no regime hídrico e na quantidade de mata, o alimento desaparece, seja a planta nativa q alimenta as especies que la vivem e evoluiram juntas, seja os consumidores primários, como roedores, e especialmente os consumidores de topo de cadeia, como onças ou furões. Sem agua e sem comida, acontece algo q estamos acompanhando diariamente: predadores de topo de cadeia acabam aparecendo por áreas populadas e desmatadas. Isto ocorre simplesmente pq NAO HÁ COMIDA SUFICIENTE PRA MANTER ESTAS ESPÉCIES NO AMBIENTE.

Você sairia da sua casa pra procurar comida na mata? (espero q não…) Animais da mata, da mesma forma, NÃO querem sair da CASA DELES (a mata) para procurar alimentos!

O terceiro fator para exterminar a fauna eh acabar com o abrigo. Sem a mata, os pássaros não tem local para construir seus ninhos. Nao existem tocos para q os animais se abriguem. Nao existem raizes para que eles construam ninhos, como mtos caes fazem. E os animais entram num stress gigantesco.

Eles evoluiram (e tb nasceram e cresceram) para estarem dentro de uma ambiente onde se sentem seguros. Animais de cerrado estão acostumados com ambientes onde eles veem qquer coisa chegando de longe. Animais de florestas gostam de se sentir seguros dentro de um ambiente onde eles sabem q estão escondidos em tanta informação visual que dificilmente alguem notará ele lá. E trocar o ambiente de cada espécie só gera stress. Mto stress.

Atualmente temos muitos trabalhos de pesquisadores serios q mostram q temos uma grande quantidade de animais silvestres capturados em diversas regioes do país, altamente infestados por diversos parasitas, tanto internos quanto externos, o que demonstra que esses animais estão enfrentando situações muito dificeis.

O principal problema da reintrodução: pq não podemos reintroduzir animais no ambiente natural?

SOMOS 7 BILHOES DE SERES HUMANOS. Nós tomamos todo espaço deste planeta. Encaremos esta realidade.

E sabendo que o humano é o pior de todos os inimigos, como podemos reintroduzir animais no ambiente natural, caso eles tenham contatos positivos com seres humanos? Um exemplo claro: imagine que encontramos um filhote com a mãe morta, ou sozinho. Ai, algum ser humano o pega, o alimenta e cuida dele ate que ele tenha um determinado tamanho, o liberando a própria sorte no local onde foi encontrado. Como este animal reagirá no ambiente, caso encontre outros seres humanos?

Ele não terá o receio e o medo (saudável) que um animal deveria ter. Especialmente se este animal estiver passando fome (o q é MTO PROVAVEL, pq sendo ele um filhote, a mãe não teve tempo de ensina-lo a “forragear”/caçar, a procurar alimentos) ele terá muito menos impedimentos parar procurar seres humanos. E seres humanos nas florestas, em geral, são caçadores. Esta “simpatia” pelos seres humanos, é o q especialistas chama de “imprint”. Clique aqui pra ler mais sobre este hábito na wikipedia.

Uma coisa muito importante que é dita nos meios que resgatam animais em construções de barragens e etc, é q o melhor é qdo o animal vai embora com raiva de vc, por que assim vc sabe que ele continuará evitando contato com seres humanos.

Por outro lado, pensando num contexto de ecologia mais amplo, o ponto principal no nosso cenário de degradação ambiental é que possuímos meio ambiente doente, incapaz de suportar vida animal. Especialmente qdo falamos de Mata Atlântica (mas aqui posso falar de TODOS os ambientes naturais do MUNDO), não temos espaço pra nada. São milhares de “manchas” de mata espalhadas no meio de diversas areas desmatadas, de plantacoes ou pasto, onde os animais de mata se recusam a ir. Os animais ficam literalmente ilhados nessas manchas de mata dentro de um imenso pasto.

Pra se ter ideia do tamanho da área necessária, um felino de gde porte, como uma onça, ocupa áreas de 60-90 km quadrados. Eles necessitam de um suporte, de plantas, consumidores primários, secundários, etc… de uma area mto grande para se sustentarem.

Outro exemplo são cervideos que habitam regiões alagadiças. Com o controle dos alagamentos periódicos para favorecer plantações, ou ainda o alagamento total dessas areas para construcao de hidroelétricas, simplesmente nao temos mais locais que possam receber especimes.

Portanto, se uma area eh habitada por felinos e queremos rehabilitar, introduzir especimes, a primeira coisa q eh imprescindivel eh justamente saber se essa área suporta. Sendo q temos menos de 10% de mata atlântica, completamente desfigurada e separada em manchas… como soltar animais numa area assim? Pra condenar tanto ele quanto os que já estão ali a uma competição por comida?

O contato com doenças

Neste caso vou citar a famosa historia do furão de pé preto. Esta espécie, q estava beira da extinção, eh muito sensivel ao virus da cinomose, doença mto conhecida pelos proprietários de cães. Esta eh uma enfermidade altamente debilitante, gera uma diarreia terrivel e evolui para sintomas no sistema nervoso, que, no caso dos furões, invariavelmente evolui para a morte. E a introdução da cinomose nas populacoes desta espécie de furão foi justamente no contato entre cães e furões.

Agora… e se eu te contar que os pinipedes, as focas, sao altamente sensiveis ao virus da cinomose? E se um animal for “salvo” e reintroduzido, porem hospedando o virus da cinomose? E se eu te contar que os pinipedes muitas vezes vivem em colônias gigantescas? Isso pode gerar “simplesmente” o extermínio de grandes populações, ou ainda a extinção de diversas especies, como quase geraram no caso do furao do pe preto.

Outro exemplo, menos cotado pq anfíbios são animais que a maioria das pessoas simplesmente ignora, eh o mortal fungo Batrachochytrium dendrobatidis. Esta espécie foi introduzida via a espécie de rã Xenopus laevis, que é portador são. Vale ressaltar que os anfibios como um todo estão em declínio e os estudiosos temem que logo tenhamos uma extinção em massa nesta classe, sendo que este fungo tem um papel importante nesta hecatombe, ja que a maioria das espécies não consegue conviver com este fungo.

Dentro deste cenario, a transmissao de doencas que sao benignas pra uns e mortais pra outros, eh uma constante. Tb devemos lembrar que isto já ocorreu com humanos. Durante a colonização da america, os homens brancos trouxeram doenças que dizimaram povos indigenas.

Um cenário sombrio

Neste cenário, o cativeiro eh uma opção extremamente importante, atuando como reserva genética , como “deposito” de animais, como ambiente de PESQUISA quanto a manutenção das espécies animais pq NÃO PROTEGEMOS AQUILO QUE DESCONHECEMOS.

E qdo eu digo “deposito”, nao estou brincando. Eh realmente um deposito pq ao mesmo tempo que nao temos espaço pros animais na natureza, apreende -se uma enorme quantidade de animais que alimentam o tráfico mundial de animais. E as instituições, especialmente as publicas, mas tb as privadas, dificilmente recebem aporte financeiro o suficiente para manutenção de toda estrutura.

A maioria dos especimes debilitados pela captura e pela vida dificil na natureza, convivendo com a pressão humana fortissima. Muitos já com deformidades que impedem o retorno para a natureza. E a questão que não quer calar eh “O QUE FAZER COM ESTES ANIMAIS?”.

As funcoes do zoo – resumo

1- educacao ambiental
2- contato do ser humano com a natureza
3- reserva genetica
4- estudo sobre a biologia das espécies
5- estudo sobre a medicina das especies
6- estudo spbre a reabilitação das especies
7- um ambiente de guarda de animais que não podem ser re-introduzidos

Novamente repito: Obviamente, existem os mais diversos zoos, desde os que vao dopar os animais para que visitantes fiquem abraçando eles, ate aqueles cuja maior parte do trabalho passa completamente despercebido pelos leigos. Qual vc vai apoiar, eh uma escolha sua.

Admitir a complexidade do cenario e debater com profundidade, ou criticar q nem ativista sem cerebro, tb eh uma escolha individual.





Natal – Rio Grande do Norte

2 06 2015

Antes de tudo, sempre gosto de alertar que esta viagem ocorreu em junho de 2015, portanto muita coisa pode mudar de acordo com a temporada ou qquer outra maluquice. Este texto eh apenas um compilado das minhas impressoes.

Natal, capital do Rio Grande do Norte,  eh uma cidade do nordeste brasileiro,  com cerca de 860 mil habitantes (a regiao metropolitana tem cerca de 1,5 milhoes de habitantes e é formado por 10 municipios), uma das mais antigas cidades do país, com mais de 400 anos, fundada justamente no natal de 1599. Esta idade fez a cidade acumular uma riqueza e variedade, que não se reflete tanto na área arquitetônica/artística, como seria de se esperar.

Esta eh uma das cidades mais bem faladas do nordeste brasileiro em relação ao turismo e me fez rever meus conceitos sobre a região nordeste, apesar de continuar com mtas ressalvas. Não conheci mtas pessoas com grandes criticas ao RN, inclusive as questões que sempre são relembradas em relação ao nordeste, como limpeza ou qualidade do atendimento X preço são sempre elogiosas.

POREM, infelizmente temos de conhecer previamente os locais, especialmente os restaurantes, para evitar dores de cabeça, e se basear exclusivamente em reviews, pode ser um tiro no pé, como veremos comparando as minhas opiniões e os reviews. Essa diferença me leva a crer que a qualidade, mesmo sendo boa, varia mto de momento em momento.

Além de tudo isso, Natal é um centro tecnológico no nordeste, sede do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que produz muita informação de ponta sobre o funcionamento do sistema nervoso! Sim!!! O Brasil produz info de ponta em neurociência, cardiologia, na luta contra a AIDS, etc etc etc!

Impressões sobre a cidade

A primeira impressão da cidade é o trânsito, que é bem caótico e mistura características de cidade grande e pequena. Cidade grande pq tem horário de pico, vc pode pegar pequenos congestionamentos, especialmente no sentido da cidade para o aeroporto. Cidade pequena por que me parece que muita gente simplesmente ignora boa parte das regras de trânsito. Veículos lentos na esquerda, conversões proibidas, etc etc etc. Por isso, já vá avisado, com paciência e bom humor. Afinal, não é vc que vai mudar esta situação.

E já no caminho do aeroporto pra cidade vc vai notar que as estradas variam do bom ao péssimo. Um trecho excelente, sem muito buraco, que do nada passa pra um trecho alagado, com buracos que podem fazer seu pneu ir embora. Portanto, mantenha a calma em dobro, aprecie as bizarrices do trânsito local, e dirija devagar evitando cair em uma das armadilhas que podem estar te aguardando, escondidas pelos carros da frente.

A segunda coisa q vc vai notar é q Natal tem gatos! Mtos gatos! Por todos os lados! Em qualquer matinho que vc olhe, vc vai encontrar uma infinidade de felinos pedindo um camarãozinho ou caçando alguma coisinha de lá pra cá. E de quebra vc vai notar tb que os felinos refletem tb o gosto do povo por roupas de onça!

E a natureza tambem se reflete nas outras cores da cidade. A cidade é mto verde! O mais legal é que essa natureza não é só da área de preservação que a cidade cerca (o parque das dunas), mas tambem de vegetação tipica do local, algo meio que cerrado, mas mais verde por estar em uma região com chuva (no caso do “inverno”) que ainda domina o espaço metropolitano.

Vale comentar que as definições de “verão/inverno” são um tanto diferentes. Estamos falando de uma região tropicalíssima, ao “lado” do equador, portanto é quente o ano inteiro. O inverno é basicamente a época do ano que mais chove. Porem essas chuvas tem um regime muito claro: ela acaba, se vc aguardar um tempo, a chuva vai parar. Não é que nem a cidade de SP onde a chuva persiste dias e ate semanas, com pouca trégua (sim… estou ciente que SP já deu uma mudada e q esse regime da “garoa” é algo mais antigo).

Normalmente a chuva se concentra no período da manhã, bem de manhãzinha. Por diversas vezes acordei ao redor das 5 da matina com chuvas bem fortes, e depois, as 8 da matina já estava um sol bonito e um céu limpo. Portanto, pode ser que o “verão” seja um período mais propenso ao turismo, e digo isso de forma mto reservada, mas ao mesmo tempo, vc perde a cidade “verde”.

O céu é um show a parte. Invariavelmente possui uma gigantesca quantidade de nuvens que vão se movimentando o dia inteiro, gerando períodos agradabilíssimos de sombra, seguidos de sol intenso, imagens incríveis e, pros amantes dos videos, a possibilidade de fazer time lapses fantásticos.

Movendo essas nuvens, muito, mas muito vento! E é muito bem vindo, por que é extremamente quente, com média anual de 26 graus celsius, chegando a 30 no verão. Ou seja: está sempre quente. Em nenhum dos dias (de pleno inverno natalense) eu consegui dormir sem pelo menos um ventilador.

Saindo do quesito “natureza”, a cidade é bem moderna. Possui uma arquitetura que não se destaca, mas que impressiona quem (como eu) foi pensando que é uma cidade colonial, com uma área histórica extensa, onde a cidade está baseada. Natal é uma cidade mto ampla, ocupa uma área bem espalhada, e o centro histórico se concentra em uma região especifica apenas.

Compras

O único problema q eu vi em tudo em Natal é uma certa falta de noção sobre o que o turista quer comprar. Nós ofereceram desde saia da Índia até chinelos da Indonésia. Sério isso. Eu não fui pro RN pra comprar coisas do sudeste asiático. Quero produtos locais.

Alem disso, tem um problema grave de variedade. A real é que não tem nada de muito diferente, não tem muito artesanato (tb não sei se os brasileiros dão mta atenção pra isso), quando vc encontra esculturinhas e similares, muitas vezes é um lance meio fine art, q ate é legal, mas se vc tem tipo 700 reais pra comprar uma escultura, ai o legal é procurar as galerias de arte, não as lojas de artesanato.

Infelizmente a maior parte dos produtos é industrializado e você terá de procurar bem pra encontrar algo diferenciado. Mas não é impossível e vale a pena! Especialmente nas lojinhas q vc vai encontrando pela estrada, na ida ou vinda das praias, tem mta coisa legal.

santa luzia – redes

Este é O lugar pra comprar redes! Ai descobri que tem até rede “KING SIZE”! A variedade é excelente, os preços são um tanto salgados, mas são equiparáveis a qualidade.

Loja de artesanato do lado do camarões potiguar

Esta é uma das maiores e mais interessantes lojas de artesanato da cidade, sem contar algumas que não comento por serem um tanto complicadas de explicar onde ficam, por estarem no caminho de alguma praia ou coisa semelhante. Aqui vc vai encontrar desde material bem simples, como descanso pra prato e panela, toalhas de mesa, camisetas… até material mais próximo do fine-art.

Uma das peças que mais me chamou a atenção, e que quase enfiei a mão no bolso pra comprar, pq era fantástico demais, foi uma escultura em madeira representando a cadela Baleia, clássico personagem do livro “Vidas Secas”, do alagoano Graciliano Ramos. Pena q custava quase 4 dígitos, e isso interferiria mto nas minhas finanças…

Shopping do artesanato potiguar

Precisa comprar uma pá de coisas pros amigos/familiares? Nem perca tempo! Venha direto pra cá. Em termos de generalidades e preço este é o melhor ponto pra vc conseguir comprar tudo (ou a maior parte), de uma vez, do q vc precisa.

Este lugar é bem complicado, por que a maior parte do que tem é meio tosqueira, camiseta com memes, bobageiras, roupa “eu amo Natal” e coisas do tipo. Porem, procurando dá pra vc encontrar muita coisa interessante. Atenção para as rendas, roupas de praia, bolsas e similares.

Comida

Pra mim comida é essencial. Tanto atendimento quanto a qualidade dos pratos, e isso foi um dos pontos que mais me chateou em outras viagens que fiz pelo nordeste brasileiro. Porém, minha atual passagem por Natal me fez rever tudo que eu sinto por esta parte do país, q é um misto de adorar o povo, a culinária, e odiar o ritmo com q as coisas acontecem e a qualidade do q nos é oferecido em alguns lugares.

Por isso, temos de estar muito espertos pq invariavelmente os atendentes são muito mal treinados. E não é culpa deles. MUITAS vezes eles tentam ser muito solícitos, mas falta TREINAMENTO. Falta alguem ORIENTAR eles a ANOTAR um pedido com atenção, por exemplo, e não sair correndo pra não esquecer.

 imagem de mousse de chocolate meio amargo, ao leite e branco

mousse de 3 chocolates do Camarões Potiguar, pq eu sou uma formiga!

Ou ainda… falta o PROPRIETÁRIO ter a vontade de querer melhorar o atendimento como um diferencial. Por isso, vale a dica: peça uma coisa de cada vez. Se vc mudar de mesa e pedir algo, coisa comum na praia, vai dar nó na cabeça do pessoal. PRIMEIRO mude de mesa, DEPOIS peça algo.

Exatamente por isso, muitas vezes as contas vem erradas. Não apenas por anotarem errado, mas a pressa, a correria, e a má formação das pessoas. Isto ocorre especialmente em bares na beira da praia. Por isso, tenha paciência, relaxe, mas sempre confira tudo! Tb tenha em mente q muitas vezes os atendentes são “freelancers”. Estão fazendo bico. Algumas vezes eles mal sabem como a casa funciona, imagina sobre detalhes dos pratos. É… são os males da terceirização em pleno nordeste.

Se vc tem fluencia (ou alguma familiaridade) com a língua inglesa, vale a pena dar uma checada na tradução do nome dos pratos que os menus possuem. Vc vai encontrar pérolas!

Restaurante Falesias

O Falesias é um tradicional restaurante, na praia do cotovelo. Com uma vista muito bonita, é um dos lugares q vale a pena parar pra tomar alguma coisa e comer com uma vista invejável e um preço razoável.

Existem muitos reviews excelentes sobre o restaurante e eu discordo muito. A comida não passa do razoável. As porções são pequenas, o atendimento é razoável e as vezes o lugar está bem cheio e dá aquele desgosto de enfrentar espera numa segunda visita. Porem, vale muito a pena visitar e julgo ser um dos lugares imprescindíveis.

link pro foursquare – Restaurantes Falesias

Restaurante Camarões Potiguar

Nada de problemático q dissemos aqui nesta matéria se aplica ao Camarões. Este é o melhor restaurante de Natal SEM NENHUMA SOMBRA DE DUVIDA. Ingredientes muito bem escolhidos, uma mistura de culinária local com pratos que são mais “conhecidos” pelo resto do Brasil, um atendimento excelente e um ambiente muito bonito. Não é a toa que em uma semana acabei jantando lá 4 vezes.

Está sempre lotado, e não é por pouca razão. Chegue cedo e não esqueça de pedir um caprese de camarão, q é um creme de queijo, pesto, tomate concassé e camarão, acompanhado por torradas. A melhor entrada que comi!

Bistrô de pipa

O centrinho do complexo de pipa não tem opções imperdíveis, e o bistrô de pipa é um local honesto pra se comer bem, por preço justo, sem arrependimento. O bom é q serve almoço ate mais tarde. Fiquei na praia do Madero mto tempo, acabei aqui e valeu mto a pena!

Av. Baia dos Golfinhos, altura do 1000 – Praia da Pipa – Centro, Tibau do Sul,Rio Grande do Norte 59178 000, Brasil (Centro)

link pro trip advisor – Bistro de pipa

Quintal – tapioca em pipa

Algumas lojas ao lado do bistro de pipa esta localizada esta lojinha de tapioca, que tambem é um excelente lugar. As opções doces são imperdíveis pra quem é formiguinha, como eu!

Av. Baia dos Golfinhos 985 – Praia da Pipa – Centro, Tibau do Sul,Rio Grande do Norte 59178 000, Brasil (Centro)

Link pro trip advisor – Quintal Tapioca

casa da tapioca – praia de Camurupim

Este certamente é um dos pontos altos da viagem. Esta casa de tapioca não tem conversa: não tem tapioca recheada de chocolate, não tem firula, não tem nada. É um ambiente tradicional, com tapioca feita da forma tradicional, num forno tradicional, com construções feitas de forma tradicional, com cafe servido em uma xícara de barro feita de forma tradicional (q é tão charmosa q ate pedem pra q vc nao roube, já q vendem e custa baratinho). Extremamente charmoso, é uma parada de 30-60 minutos que vale muito a pena!

Av. Jose Alceu, 1400 Barra de Tabatinga – RN

link pro trip advisor – Camurupim

Mirante dos golfinhos

Este parece ser um barzinho qualquer, com uma vista absurdamente linda, mas não é só isso não! Além de ver os golfinhos, que são uma das grandes atrações, aproveite para comer uma porção (generosa) de camarão, tomar um suquinho de alguma fruta diferente, ou fuçar num dos itens artesanais que são vendidos por ali.

Mangai

O Mangai é um bom restaurante por kilo, que possui uma variedade incrível de comida, bem feita, e razoavelmente saborosa. Os atendentes trabalham com roupas típicas do nordeste e a parede tem bananas penduradas. O preço é meio alto, mas vale a pena conhecer.

Passeios – fique esperto!

Só tem UM problema (bem grave ao meu ver) ao passear pelas atrações do RN: tem gente q persegue os turistas tentando vender passeio. Quando eu to falando de perseguir, estou falando MUITO SÉRIO. Chegam ao cúmulo de PERSEGUIR o seu veiculo de moto. É algo IMPRESSIONANTE, completamente SURREAL. Isso qdo não cobrem placas e etc. (alias… fica a dica de usar o bom e velho waze, ou algum GPS pra se guiar (mas fique esperto pq as vezes ele te manda pra uns caminhos q precisa de 4×4).

Eu estava com pessoal local, amigos q me levaram pra todos os lugares, e mesmo com o pessoal se identificando como local, dizendo que só iriamos pra praia (o q em 95% das vezes foi completa verdade), os “guias” continuam a perseguição e vão te seguindo. Só desistem qdo vc senta na praia e pede um coco. A situação obviamente piora em alta temporada/feriados/similar.

Este tipo de ação é corroborada por algumas atrações cujos proprietários chegam a fazer preços diferenciados pra quem vai acompanhado de “guia”. Compreendo plenamente a importância sócio-econômica, mas PORRA! TEM Q TER UM MODELO DIFERENTE que não transforme o passeio numa dor de cabeça. Pq é REALMENTE desagradável e as vezes chega a dar briga entre os “guias”. Isto ocorre especialmente em áreas onde tem mta atração, como pipa, genipabu ou maracajaú.

Um problema completamente insolúvel (pq educação é dificil…) é que em momentos de alta temporada é comum que turistas sem noção tragam caixas de som para a areia e obriguem todos a ouvirem o q eles querem. Isto se torna especialmente bizarro quando VARIOS turistas fazem isso, cada um ouvindo um tipo de musica, o que dá um novo sentido ao termo “poluição sonora”.

Pra quem vai de carro, um alerta importante: o carro, mesmo em estacionamento, não é um local seguro. Lembre-se que a maior parte dos estacionamentos estão em área não regulamentada, polícia por lá é algo q não existe e tem mta gente envolvida qdo tem esquema pra ferrar com turista. Tem MTO relato deste tipo de ação pela nossa querida internet. Por isso NUNCA leve nada alem do necessário e nunca deixe nada de valor mesmo q o carro fique em estacionamento pago.

Atenção: em relação aos passeios de buggy:

Quem tem SUV ou um carro do tipo, muitas vezes prefere contratar o serviço de motorista que dirija o carro pra manter o conforto, e tentar se divertir ao inves de dirigir. Nestes casos tome muito cuidado com golpe onde os caras atolam seu carro de propósito, deixam vc tentar tirar o carro e ao “tentarem” desatolar, puxam o carro pra cima ao invés de empurrar pra que o carro atole mais, e ai começam com sacanagem cobrando serviço pra desatolar e bla bla bla.

As atrações

Ponta Negra

Esta praia/bairro é extremamente urbanizada e é impossível não visitar a região, já que mesmo q vc não vá ao morro do careca ou a praia da ponta negra em si, vc VAI no camarões (deveria ganhar pra falar tão bem deste restaurante…), então vc vai estar no bairro da ponta negra.

De uma forma ou de outra… Visite a área, pq esta região é um dos cartões postais da cidade. Tb dê uma caminhada pelo calçadão. Nem vou colocar link nem nada pq aqui é tão lugar comum, tão simples de chegar, q mesmo sem saber nada do lugar vc vai acabar caindo la.

Praia de Camurupim

Camurupim é o nome de um peixe que (acredito) habita a região.

A praia é cerca de recifes, formações rochosas, que ficam parcialmente expostos. Com isso é formada uma praia muito calma, ideal pra criançada se divertir, praticar um snorkelling (vendo quase nada) e relaxar.

Aqui, não esqueça de tomar um café na casa da tapioca, que fecha com chave de ouro o role.

link do trip adivisor – Praia de Camurupim
link pro trip advisor – casa da tapioca Camurupim

O maior cajueiro do mundo

Acho este passeio completamente dispensável a não ser que vc esteja com umas tias muito chatas que não querem fazer nada. Vc paga 8 conto, da um rolê embaixo do cajueiro mutante com um monte de criança e turista tosco, toma um copo de suco de caju q parece dos industrializados e sai com a impressão de q seria mais produtivo ter gasto o dinheiro em crack.

Forte dos reis magos

Tai um lugar divertido e baratinho! Este é uma fortificação militar, antiquissima, parte do patrimônio do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), marco da cidade de Natal, que teve grande importância durante o período da invasão da Holanda no Br, no seculo 17.

O espaço está razoavelmente bem conservado, mesmo por que são grandes paredes de pedra, com vários canhões de metal (poderiam cobrar pra gente dar uns tiros! :D LOL), e possui uma vista bem legal da cidade.

Infelizmente o local não possui guias, não possui informação fixa (talvez pq as placas sofram MTO com a maresia, como vcs poderão notar nas poucas que estão por lá), e isso da uma boa quebrada no quesito cultural e histórico do local, mas ainda assim… é valido perder um tempinho ali.

Na área do estacionamento tem uma boa área de comércio com alguma coisinha interessante, cartões postais, roupas, etc.

Link do trip advisor – Forte dos Reis Magos

Genipabu

O parque turístico de Genipabu é uma praia com um complexo de dunas e uma lagoa, localizado a 20km de Natal. A região tem passeios de buggy, jangada, dromedário, além de outras atrações menores, como o esquibunda na lagoa.

A beleza natural é impressionante. Só fica a dica pro bando de mala dos esquibundas: façam tipo um passaporte da alegria pra criançada e quem quiser descer varias vezes, pq é caro demais!

link do trip advisor – Genipabu

blog Apaixonados por Viagens – Genipabu

Maracajaú

Desta praia partem passeios para os recifes de coral, que se localizam a 7km da costa. Não posso falar muito da região, pq uma das pessoas que estava comigo passou bem mal e tivemos de voltar, porém, tudo leva a crer que o passeio é bem legal!

links do trip advisor – maracajaú

blog – trilhas e aventuras– maracajau

Parque das dunas

O parque das dunas é aquele gigantesco parque que fica no meio de Natal, considerado o segundo maior parque urbano da america latina (perde pra Tijuca) e é considerado patrimônio da UNESCO. Ou seja… é valido dar uma passadinha pra perder meia hora!

Este espaço é excelente para caminhadas com a natureza, possui algumas trilhas e área para crianças.

link do trip advisor – Parque das dunas

 

Praia do cotovelo

Basta vc saber isto aqui sobre a praia do cotovelo:

Praia do cotovelo

Praia do Cotovelo em um dia típico, a partir do restaurante Falésias

Link do trip advisor – praia do cotovelo

 

Complexo de pipa

O complexo de pipa é uma área bem grande q envolve várias praias a atrações, como a praia de pipa propriamente dita, o centrinho de pipa, onde tem um comercio legal e balada, além da praia do madero. Tem muita coisa legal por lá, não da pra resumir num pequeno post, mas nos links vc consegue ampliar bastante!

Guia com diversas infos sobre pipa – http://www.pipa.com.br/
Guia do blog  Viajar pelo Mundo
link do trip advisor – praia de pipa

Quer ler mais sobre o que fazer no Brasil? Clique Aqui!








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 266 outros seguidores